A APRITEL aproveitou o Dia Mundial das Telecomunicações para destacar o posicionamento de Portugal a nível europeu, no que diz respeito à velocidade de Internet, a cobertura, penetração dos serviços e preços das comunicações. Utilizando dados do relatório da Anacom, referente ao Sector das Comunicações em 2021, o desempenho do mercado português coloca o país nos lugares cimeiros a nível internacional das telecomunicações, destacando os serviços oferecidos às famílias e empresas.

O principal destaque é a taxa de cobertura de 92% das redes de alta velocidade em Portugal, que mereceu destaque do próprio Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, referindo ser um dos países da União Europeia com a maior taxa de cobertura. A Associação de Operadores destaca ainda o aumento de 33,2% da velocidade média da banda larga fixa face a 2020, assim como o aumento da penetração de serviços de comunicações fixas e móveis. Refere ainda a variação dos preços em termos homólogos inferior ao crescimento do Índice de Preços no Consumidor (IPC) desde novembro de 2017, registados no relatório da Anacom.

anacom
Ministro das Infraestruturas diz estar atento à chegada do 5G às zonas do interior e destaca importância dos cabos de dados
Ministro das Infraestruturas diz estar atento à chegada do 5G às zonas do interior e destaca importância dos cabos de dados
Ver artigo

“Mais uma vez o sector esteve à altura para responder às necessidades dos portugueses. Portugal tem das melhores redes, dos melhores serviços, das melhores taxas de penetração, aos melhores preços”, salienta Pedro Mota Soares, secretário-geral da APRITEL. Acrescenta que as operadoras continuam a desenvolver as suas redes 5G, para reforçar as comunicações no futuro. “Com confiança, com estabilidade legislativa regulatória, com incentivos ao investimento o sector vai continuar a entregar serviços de excelência aos portugueses”.

De salientar que o Ministro das Infraestruturas afirmou estar atento ao problema das redes de grande capacidade disponíveis ainda não chegarem aos territórios do interior. E traçou o compromisso de lançar concursos públicos até ao final do ano para desenvolver as redes nas chamadas “áreas brancas”.

Anacom divulga “áreas brancas” do país onde é necessário instalar redes de comunicações de elevada capacidade
Anacom divulga “áreas brancas” do país onde é necessário instalar redes de comunicações de elevada capacidade
Ver artigo

De volta aos números do relatório, a APRITEL destaca as velocidades de Internet, que no caso da banda larga fixa, a velocidade média aumentou 33,2% face a 2020. Refere que 86% dos acessos de banda larga fixa tinham velocidades de download anunciadas iguais ou superiores a 100 Mbps. Portugal foi o terceiro país da União Europeia neste ranking.

Sobre a cobertura, estima-se que no final de 2021, cerca de 5,9 milhões de alojamentos estavam cablados com uma rede de alta velocidade, o que corresponde a mais 3,3% face ao ano anterior. Os 92% da taxa de cobertura dos alojamentos representa mais 3,1% face ao final de 2020.

O relatório refere que 86% dos acessos de banda larga fixa foram realizados em banda larga ultrarrápida, com velocidades de download superiores a 100 Mbps (mais 4,8% que o ano anterior e mais 23% do que há cinco anos). Destaca que desde novembro de 2017 que a variação dos preços das telecomunicações em termos homólogos é inferior ao crescimento do Índice de Preços no Consumidor.

apritel

Por outro lado, no que diz respeito à comparação com a União Europeia, a Anacom diz que a taxa de variação média dos últimos 12 meses dos preços das telecomunicações em Portugal foi inferior à verificada na Europa em menos 0,1%, sendo o 11º país com a variação de preços mais elevada (ou o 17º país com a variação mais baixa).

Anacom diz que os preços das telecomunicações em Portugal não sofreram alterações em março
Anacom diz que os preços das telecomunicações em Portugal não sofreram alterações em março
Ver artigo

Relativamente ao 5G, estima-se que em 2023, espera-se que as redes cheguem a 75% da população das freguesias de baixa densidade e das freguesias das Regiões Autónomas e, em 2025, a 95% da população total do país, tal como as metas que foram estabelecidas no regulamento do leilão 5G. Instituições como os hospitais, centros de saúde, portos, aeroportos, universidades e institutos politécnicos, parques empresariais e instituições militares do país deverão ter rede 5G até ao fim de 2023.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.