Atualização: A Crew Dragon já está acoplada à Estação Espacial Internacional, uma fase da missão cumprida já no dia 31 de maio às 15h16 de Portugal Continental

As dúvidas mantiveram-se quase até ao fim, mas ainda antes do abastecimento o combustivel do Falcon 9, 35 minutos antes do lançamento, a previsão da meterologia era positiva, apesar da chuva ligeira. E à hora marcada o foguetão da SpaceX partiu da base Kennedy Space Center, na Flórida, Estados Unidos da América, algo que não acontecia desde 2011.

A missão é histórica por ser a primeira tripulada realizada com uma empresa comercial, mas também por abrir caminho para a realização de mais missões espaciais norte americanas.

O lançamento bem sucedido é só a primeira fase da missão, que prevê também a separação da Falcon Crew Dragon, que segue em direção à Estação Espacial enquanto o foguetão voltou à terra e aterrou com sucesso, alguns minutos depois, na plataforma Of Course I Still Love You.

A Dragon ainda vai precisar de ativar os motores para conseguir atingir a rota necessária para chegar ao seu destino, e os astronautas vão ter a oportunidade de comandar manualmente a Crew Dragon pela primeira vez no espaço.

São ainda 19 horas até à chegada à Estação Espacial Internacional, que está prevista para amanhã às 10h30 da manhã, hora local na Flórida, 15h30 em Portugal Continental, mas os astronautas só entrarão nas estação cerca de três horas depois.

Depois do lançamento, a transmissão continua durante mais duas horas, acompanhando as várias fases de entrada em órbita e separação da Crew Dragon e do regresso do Falcon 9 à terra.

SpaceX Demo-2 Preflight
Esquema da Space X que mostra o percurso previsto da Crew Dragon

Countdown desde as 16 horas

Todos os olhos estavam colados aos ecrãs e mais de 10 milhões seguiram a transmissão na NASA TV e nas redes sociais para acompanhar uma missão que prometia fazer história, com a entrega a uma empresa privada da tarefa de colocar astronautas no espaço, se as condições meteorológicas colaborarem, o que não aconteceu na última quarta feira, onde as tempestades típicas da Flórida e o mau tempo, não permitiam o lançamento da nave espacial.

A transmissão começou cerca das 16 horas de Portugal e pode ser acompanhada online até à hora do lançamento, previsto para as 15h22, hora local, 20h22 em Portugal Continental e continua mais umas horas. O SAPO TEK acompanhou a transmissão através da NASA TV,  onde seguimos os vários passos do lançamento e os comentários de vários cientistas da NASA e convidados especiais, mas também música de Kelly Clarkson.

Tudo indicava que existam 50% de hipóteses de lançamento, e Elon Musk, o patrão da SpaceX, confirmou o número no Twitter, mas essa probabilidade foi também referida desde o início nos comentários dos especialistas online. A chuva e os relâmpagos são as principais preocupações.  Se não for possível fazer o lançamento hoje há uma nova oportunidade amanhã, dia 31 de maio.

Por volta das 17 horas de Portugal, Bob Behnken e Doug Hurley, os dois astronautas que integram a missão, estavam a caminho da cápsula e foram transportados num Tesla. Depois de instalados vão completar os testes necessários para o lançamento que vai irá decorrer a partir do Kennedy Space Center, na Flórida, Estados Unidos da América. Às 18 horas já estavam nos seus lugares e posicionados para o lançamento, que está previsto para as 20h22 desta noite.

Com o contador a menos de 50 minutos para o lançamento e todas as verificações eram positivas, as condições metereológicas favoráveis e o relatório dizia que está "cautelosamente optimista" e a probabilidade de violação está nos 30%, pelo que havia 70% hipóteses de lançamento.

Aos 35 minutos começou o carregamento do combustível, um dos últimos passos antes do lançamento. Aos 10 minutos antes da hora marcada todos os controles receberam o OK, e o controle de missão desejou uma boa viagem aos astronautas.

Se tudo correr bem, o foguetão da Space X vai levar os astronautas da NASA até à Estação Internacional Espacial. Este é o último passo para a empresa de Elon Musk receber a certificação de transporte de pessoas para o espaço, com a Space X a planear fazer viagens espaciais turísticas de 10 dias em 2021, e a recuperação da capacidade de lançamento de astronautas a partir de território americano, do mesmo local de onde partiram as missões para a Lua.

Qual a importância da missão Demo-2?

Foi em 2015 que a Space X mostrou pela primeira vez o interior da Crew Dragon, a cápsula que quer levar, pela primeira vez desde 2011 a partir de solo americano, astronautas da NASA para o espaço. O voo de teste tripulado da Crew Dragon será o primeiro a partir do solo dos Estados Unidos desde 8 de julho de 2011, coincidindo com a última missão do Programa Space Shuttle. Desde então, a NASA tem colocado os seus astronautas na Estação Espacial Internacional à “boleia” da nave russa Soyuz.

Este é também o primeiro voo tripulado da empresa de Elon Musk e a primeira vez que uma nave espacial privada irá levar astronautas para o espaço. A data inicial de lançamento estava prevista para 7 de maio, mas foi adiada para dia 27, mas não conseguiu ser concretizada devido ao mau tempo.

Reunimos nesta lista as principais fases deste projeto que começou há seis anos.

2015: SpaceX mostra pela primeira vez o interior da cápsula que vai levar astronautas ao espaço

Em setembro de 2015 a SpaceX partilhou com o mundo imagens e um vídeo do interior da Crew Dragon, a cápsula que vai levar humanos para o espaço dentro de dois anos. Pelas imagens é possível perceber que os interiores estão reduzidos ao necessário, havendo uma predominância da cor branca que traduz uma sensação de mais espaço. Mas nem por isso deixa de haver um toque luxuoso: os assentos são construídos em fibra de carbono e revestido a Alcantara, uma tipologia de pele sintética.

A cápsula espacial tem ainda quatro janelas para que os tripulantes possam observar a Terra, a Lua e o restante Sistema Solar à medida que vão percorrendo o trajeto da viagem.

2016: SpaceX testa sistema de paraquedas que vai trazer astronautas de volta à Terra

O sistema de aterragem da Crew Dragon integra quatro paraquedas, que foram experimentados no teste documentado em vídeo, que faz parte do processo de certificação que os dois parceiros comerciais da NASA têm de cumprir para todo o tipo de processos que se proponham realizar.

2019: Crew Dragon: A cápsula da SpaceX para transportar humanos para o espaço está pronta

A cápsula da SpaceX passou a encontrar-se no topo de um foguetão Falcon 9, nos últimos preparativos para o seu primeiro teste.

2019: SpaceX põe motores a funcionar antes do voo de demonstração da Crew Dragon

Numa mensagem curta na sua conta no Twitter e a acompanhada por um vídeo de teste estático dos motores do foguetão Falcon 9, com a cápsula Crew Dragon acoplada, a SpaceX afinava as preparações finais para o derradeiro teste em fevereiro de 2019. “Teste de disparo estático completo – estamos a apontar para fevereiro para o lançamento histórico no complexo 39A (Centro Espacial Kennedy) a demonstração do voo da Crew Dragon”, lê-se na mensagem.

2019: Vaivém espacial da SpaceX descola sem percalços

vaivém espacial da SpaceX descolou a 2 de março em direção à Estação Espacial Internacional. O aparelho, que seguiu sem tripulação a bordo, partiu do Kennedy Space Centre, na Florida, às 7h49, e foi impulsionado pelo foguetão Falcon 9.

2019: SpaceX confirma que cápsula da Crew Dragon foi destruída durante um teste

A SpaceX confirmou em conferência de imprensa, que uma das cápsulas da Crew Dragon, destinada a voos espaciais tripulados, foi destruída durante um teste na Florida. A perda do veículo representou um significativo revés para a SpaceX. O Crew Dragon destruído no teste era o mesmo veículo que tinha atracado com sucesso na Estação Espacial Internacional em março. A cápsula, sem tripulação a bordo, esteve cinco dias em missão na ISS antes de regressar e aterrar com sucesso no Oceano Atlântico.

2020: SpaceX planeia viagens espaciais turísticas de 10 dias para o próximo ano

Depois de ter realizado uma parceria com a Space Adventures para colocar turistas no espaço, a SpaceX continua a formar novas ligações com empresas do sector para alargar a sua oferta de viagens. Desta vez junta-se à Axiom, a empresa espacial localizada em Houston para enviar turistas ao espaço, mais concretamente a Estação Espacial Internacional.

Nota da Redação: o SAPO TEK esteve a acompanhar a missão em direto e a notícia foi atualizada ao minuto. A transmissão ainda continua com uma conferênca de imprensa, mas a missão técnica só é retomada amanhã, com a chegada da Crew Dragon à Estação Espacial Internacional. Última atualização 22h03

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.