No final deste ano deverão existir em todo o mundo 310 milhões de utilizadores de serviços 5G. Nos próximos cinco anos, a Juniper Research acredita que o número vai disparar para 3,2 mil milhões. 

Por regiões, a Ásia-Pacifico é aquela que vai concentrar um maior número de ligações 5G em 2026. A Juniper acredita que esta zona do globo será responsável por 60% das ligações 5G daqui a cinco anos. 

O estudo 5G Monetisation: Business Models, Strategic Recommendations & Market Forecasts 2021-2026 também mostra que a receita média obtida pelos operadores com cada equipamento 5G ativo vai cair nos próximos anos e gerar um impacto significativo em termos de receitas. As contas antecipam que este ano a receita média angariada através de um smartphone 5G seja de 29 dólares e que em 2026 seja apenas de 17 dólares. 

A empresa de estudos de mercado antecipa um esforço significativo dos operadores nos próximos anos para acomodar a crescente adoção da tecnologia, que deverá passar pelo investimento em redes exclusivamente 5G, com capacidade para oferecer melhores serviços.  

25 Estados-membros da UE já têm 5G. Portugal e Lituânia são os únicos países atrasados no processo
25 Estados-membros da UE já têm 5G. Portugal e Lituânia são os únicos países atrasados no processo
Ver artigo

“As redes autónomas 5G utilizam tecnologias de próxima geração, como ferramentas de orquestração da rede, para permitir aos operadores rentabilizar casos de utilização intensiva de dados, como cuidados de saúde à distância e jogos móveis”. 

A afirmação é da Juniper e resume uma das principais conclusões do estudo, que vê nestas ferramentas um dos grandes focos de investimento dos operadores de comunicações móveis nos próximos anos e uma das maiores armas destas empresas para monetizar serviços 5G. 

Estas ferramentas vão permitir aos operadores adaptarem as condições da rede às exigências de largura de banda de diferentes aplicações, mantendo a performance e otimizando custos, tirando partido de análises de tráfego baseadas em inteligência artificial.

Este recurso também vai ser útil para definir e responder à necessidade de serviços premium, que disponibilizem maiores capacidades, ajudando as empresas a compensarem o esperado decréscimo de receitas, acredita a Juniper Networks.   

Leilão do 5G já corre há mais de seis meses e não há fim à vista
Leilão do 5G já corre há mais de seis meses e não há fim à vista
Ver artigo

Em Portugal o 5G continua em fase de preparação, com o leilão das faixas de frequência que permitem operar a tecnologia ainda a decorrer. Cumpriu-se esta segunda-feira, dia 9 de agosto, o 145º de um processo que já vai longo e que parece não ter fim à vista, mesmo depois de alteradas as regras pela Anacom. As primeiras metas de implementação da rede estão previstas para 2023 e o Governo já avisou que são para cumprir

 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.