A maioria dos investidores em criptomoedas estão convictos de que ainda têm muito dinheiro a ganhar com as moedas digitais e não consideram a hipótese de as vender, mesmo que volte a haver um tombo drástico na valorização, como já aconteceu antes. Muitos admitem, aliás, que o investimento em criptomoedas não só tem sido uma forma de ganhar dinheiro, como acabou por ser um passaporte para uma nova carreira profissional.

As conclusões são de um estudo do Deutsche Bank, onde se apura que menos de metade dos investidores em criptomoedas consideraria desfazer-se delas, parcial ou totalmente, mesmo que a valorização da moeda caísse 80%.

A mesma pesquisa revela que, quase metade destes inquiridos, tiveram tanto sucesso no investimento em criptoativos que já mudaram de emprego, ou estão a considerar fazê-lo. O universo dos mais moderados também não é pequeno em relação à amostra, com outros 43% a afirmarem que o investimento em criptomoedas é apenas um passatempo, sem impacto nas aspirações ou planos futuros de carreira.

Caçadores de bitcoins, a versão moderna dos caçadores de tesouros começa a revelar-se muito rentável
Caçadores de bitcoins, a versão moderna dos caçadores de tesouros começa a revelar-se muito rentável
Ver artigo

Ainda assim, a perceção de que as moedas digitais vão continuar a ser um bom investimento é generalizada, com 70% dos inquiridos a planearem aumentar investimentos nesta área nos próximos 12 meses e 25% a acreditarem que a Bitcoin, a mais popular e valiosa das moedas digitais, vai valer mais de 110 mil dólares nos próximos cinco anos. Recorde-se que no ano passado chegou perto dos 70 mil dólares.

A pesquisa do banco alemão O Futuro das Criptomoedas consultou 3.250 consumidores norte-americanos, dos quais 680 usam criptomoedas, a maioria (65%) fê-lo pela primeira vez no ano passado.

A pesquisa foi realizada online e a maioria dos investidores que responderam são pequenos investidores: 61% investiram menos de 10 mil dólares em criptomoedas e 38% menos de mil dólares.

A maioria dos investidores considerados no estudo admite que investiu motivada pela possibilidade de ganhar dinheiro, mas também pela curiosidade e vontade de diversificar o portfólio de investimentos.

Adoção de criptomoedas está a um passo de explodir como aconteceu com a Internet nos anos 90
Adoção de criptomoedas está a um passo de explodir como aconteceu com a Internet nos anos 90
Ver artigo

Uma análise recente de outro banco de investimento, a Wells Fargo, defende que a adoção de criptomoedas pode estar a chegar a um ponto de inflexão, que terá como passo seguinte a adoção massiva da tecnologia.

Na análise, a Fargo compara o momento atual das criptomoedas àquele que se verificou na adoção de internet a partir de meados dos anos 90, antecipando um crescimento acelerado no ritmo de adoção da tecnologia para um futuro próximo, que também trará mais maturidade e segurança aos investimentos relacionados.

“Se esta tendência continuar, as criptomoedas podem sair em breve da fase de adoção precoce e entrar num ponto de inflexão até à hiper-adoção, como tem acontecido com outras tecnologias”, refere a nota, sugerindo que a melhor oportunidade para investir em criptomoedas afinal ainda está por vir, ou é agora.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.