Depois de ter lançado a Messenger Rooms para não perder terreno em relação às populares plataformas de videoconferência, o Facebook quer agora tornar-se no “rival” das gigantes do ecommerce. A empresa liderada por Mark Zuckerberg lançou num novo serviço onde as pequenas empresas podem vender os seus produtos: o Facebook Shops.

O novo serviço foi revelado por Mark Zuckerberg em videoconferência através do Facebook. Em comunicado, a empresa explica que, com o encerramento de várias pequenas lojas um pouco por todo o mundo devido à pandemia de COVID-19, muitos comerciantes vêem o mundo online como uma forma de continuar o seu negócio.

“O nosso objetivo é tornar o processo de vendas e compras mais fácil e dar mais poder aos comerciantes, seja uma pequena empresa ou uma marca global que queira usar as nossas aplicações para interagir com os clientes”, afirma o Facebook.

A empresa indica que os comerciantes que usarem o Facebook Shops poderão escolher um catálogo dos produtos que querem disponibilizar, assim como personalizar o aspecto da loja virtual.

O serviço vai estar disponível dentro da página de Facebook ou perfil de Instagram da empresa, onde os comerciantes poderão vender produtos através de anúncios ou de stories. Para determinados países, como Portugal, as encomendas só poderão ser feitas a partir do website da própria empresa. Já nos Estados Unidos, os utilizadores terão a possibilidade de comprar através das redes sociais.

Os cerca de 160 milhões de comerciantes que já usam a rede social para vender os seus produtos vão começar a ter acesso ao serviço gratuito através do Facebook e Instagram nos próximos meses. No futuro, os consumidores poderão também interagir com os negócios através do WhatsApp, do Messenger e do Instagram Direct. Já o Instagram Shops chega no verão deste ano, começando nos Estados Unidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.