Em agosto deste ano, o robot Curiosity cumpriu sete anos de exploração do Planeta Vermelho, percorrendo ao todo 21 quilómetros ao longo da cratera marciana Gale, escalando 358 metros do monte Sharp e recolhendo 22 amostras pelo caminho. O “pequeno” autónomo é, para já, o único em Marte, mas não o será por muito mais tempo. A NASA já está há algum tempo a preparar-se para enviar o rover Mars 2020 para o planeta. A ela juntam-se também os projetos das agências espaciais europeia, russa e chinesa, cujo lançamento está previsto para o verão de 2020.

A missão ExoMars, levada a cabo pela Agência Espacial Europeia (ESA) e a Roscomos, quer colocar o rover Rosalind Franklin em Marte para perceber se já existiu vida no planeta vermelho, analisando os componentes que formam a sua superfície marciana. O local de “amaragem” é conhecido desde novembro de 2018: Oxia Planum, perto do equador marciano, por ter próximo terrenos antes ricos em água e que poderão ter acolhido alguma forma de vida.

Falha nos testes de paraquedas podem comprometer missão Marte 2020
Falha nos testes de paraquedas podem comprometer missão Marte 2020
Ver artigo

No entanto, depois de dois testes falhados na utilização do paraquedas que garante a aterragem em segurança da nave com o robot em Marte, as agências encontram-se, neste verão, numa verdadeira corrida contra o tempo. A missão ExoMars está a ser planeada há quase 10 anos e tem como data de lançamento da próxima fase o verão de 2020, e se não conseguirem executar as correções necessárias nos paraquedas, a missão terá de ser adiada até 2022.

A China, por seu lado, já aterrou a sonda Chang’e-5 no lado oculto da lua em janeiro deste ano, mas as suas ambições passam também pela chegada ao Planeta Vermelho. Em novembro, a China Aerospace Science and Technology Corporation testou com sucesso os testes de aterragem para a missão que levará um rover para Marte, noticiou a Reuters. Embora tenha um nome provisório, Huoxing-1 , e ainda tenha um local de aterragem planeado, o robot terá uma missão semelhante à dos seus colegas: procurar sinais de vida passada, ou até mesmo, atual.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.