O Ingenuity continua a superar as expectativas em Marte. Inicialmente, a NASA só planeava que o pequeno helicóptero e companheiro do rover Perseverance realizasse cinco voos. Mas, mais de dois anos após a sua primeira demonstração nos céus marcianos, o Ingenuity conta já com 55 voos, com o mais recente a acontecer a 12 de agosto.

De acordo com a NASA, no 55º voo, o pequeno helicóptero conseguiu percorrer uma distância de 264 metros, a uma altitude de 10 metros, durante quase 143 segundos. O voo anterior foi também bem-sucedido e, nas imagens registadas ao longo do percurso, o Ingenuity até conseguiu captar o Perseverance.

Clique para ver imagens captadas pelo Ingenuity durante os últimos voos

No entanto, nem todos os voos do Ingenuity têm decorrido sem problemas. Por exemplo, o 53º voo acabou por terminar mais cedo do que o esperado. A NASA explica que o objetivo deste voo, que teria uma duração de 136 segundos, passava por recolher imagens da superfície do planeta vermelho.

O percurso, descrito como complicado, envolveria, numa primeira fase, voar uma distância de 203 metros a uma altitude de 5 metros e a uma velocidade de 2,5 metros por segundo. Na segunda fase, o helicóptero desceria até 2,5 metros, voltando depois a subir para uma altitude de 10 metros antes de aterrar e terminar o voo.

O Ingenuity só conseguiu completar parte da primeira fase, num voo que acabou por ter uma duração de 74 segundos. Mas o que causou este problema?

Teddy Tzanetos, um dos responsáveis da equipa do Ingenuity do Jet Propulsion Laboratory da NASA, detalha que o programa “Land_Now”, que funciona desde o primeiro voo, foi concebido para fazer com que o helicóptero aterre o mais depressa possível caso encontre uma situação fora do normal.

“No 53º voo encontrámos uma destas [situações] e o helicóptero funcionou como planeado, executando uma aterragem imediata”, esclarece o responsável.  A equipa acredita que a situação anómala foi causada por um desfasamento entre as imagens captadas pela câmara e os dados da unidade de medida inercial do Ingenuity.

Helicóptero Ingenuity da NASA volta a dar sinais de vida depois de 63 dias de silêncio em Marte
Helicóptero Ingenuity da NASA volta a dar sinais de vida depois de 63 dias de silêncio em Marte
Ver artigo

Esta unidade mede a aceleração e velocidade rotacional, que, segundo a NASA, são dados que permitem fazer estimativas acerca da localização do helicóptero, da sua rapidez e orientação.

Recorde-se que, ainda em julho, após o 52º voo, a equipa responsável pela missão acabou por perder contacto com o helicóptero durante a aterragem. Mas, 63 dias depois, a NASA voltou a comunicar com o Ingenuity. Também após o 49º voo, o helicóptero já tinha pregado um "susto" à equipa, que passou vários dias à sua procura.

Clique nas imagens para ver com mais detalhe

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.