Três meses depois do anúncio do divórcio de Bill e Melinda Gates, o processo de separação chegou ao fim. O casamento, que durava há 27 anos, chegou oficialmente ao fim desde o dia 2 de agosto, declarado pelo juiz de King County, em Washington. O juiz ordenou ao casal que dividisse o seu património nos termos estipulados no contrato de divórcio, valores que continuam a ser confidenciais ao público.

O New York Times refere que o acordo da divisão de bens terá ficado de fora dos documentos apresentados no tribunal. O jornal diz que milhares de milhões de dólares terão sido transferidos para Melinda French Gates, o nome que assina agora. E segundo a Forbes, o seu património líquido vale, pelo menos, 3,2 mil milhões de dólares, enquanto Bill Gates tem um valor estimado de 131 mil milhões. O divórcio dos fundadores da Microsoft não teve qualquer acordo sobre custódias dos seus três filhos, por estes serem todos maiores de idade.

Em contraste com o divórcio dos fundadores da Microsoft, os valores da separação Jeff Bezos e a sua ex-esposa MacKenzie Scott foram tornados públicos e apresentados no Mercado de Valores americano. O fundador da Amazon ficou com três quartos das ações da gigante de retalho, ao passo que MacKenzie Scott ficou com o restante, tornando-se dona de 4% da empresa.

Investigação de caso amoroso terá ditado afastamento de Bill Gates da Microsoft 
Investigação de caso amoroso terá ditado afastamento de Bill Gates da Microsoft 
Ver artigo

De recordar que o divórcio do casal Gates poderá estar relacionado com uma denúncia sobre um caso amoroso de Bill Gates com uma funcionária da empresa ao longo de vários anos. A denúncia foi feita pela mulher que teve o caso com filantropo e a Microsoft contratou uma empresa de advogados para investigar o assunto. Antes da investigação estar concluída, alguns administradores já consideravam que Gates devia sair, algo que o milionário acabou mesmo por fazer, sem esperar pela conclusão do processo.

Também a relação de Bill Gates com Jeffrey Epstein, preso por crimes sexuais, acabou por vir a lume com estas notícias. A proximidade de Bill Gates a alguém ligado à prostituição de luxo incomodava Melinda Gates, que terá dado início ao processo de divórcio pouco depois de ligação entre Bill Gates e Epstein ter vindo a público.

Falta agora saber como é que o ex-casal vai continuar a trabalhar nos seus projetos filantrópicos de caridade. Ambos afirmaram que vão continuar a trabalhar na fundação dedicada à melhoria da saúde global, redução da pobreza e igualdade de género. Recentemente Bill e Melinda Gates adicionaram mais 15 mil milhões de dólares ao património da fundação.

Tudo indica que serão adicionadas novas pessoas de confiança à direção da fundação. No entanto, no acordo feito entre os dois filantropos, caso ambos não consigam trabalhar juntos ao fim de dois anos, Melinda French Gates teria de abandonar a fundação, recebendo fundos de Bill Gates para ajudar a financiar outras iniciativas de caridade.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.