Numa nota partilhada na sua página da rede social chinesa Weibo, a Xiaomi apresentou o protótipo de uma bandolete capaz de interagir com equipamentos inteligentes, utilizando apenas ondas cerebrais. O produto obteve o primeiro lugar no terceiro hackthon que a empresa chinesa lança aos seus próprios engenheiros e investigadores, onde podem surgir produtos ou ideias para futuros projetos.

O periférico, intitulado de MiGu Xiaomi Headband, tem como principal destaque a sua interação nos controlos das casas inteligentes, mas também a monitorização da fadiga dos utilizadores, tudo através de ondas cerebrais. Segundo é referido na rede social, os engenheiros do projeto esperam que todos possam utilizar um método de interação mais natural para uma vida inteligente mais conveniente.

A Xiaomi partilhou também um vídeo com o testemunho dos quatro inventores do periférico, sugerindo que a bandolete poderia ser usada, por exemplo, para monitorizar a fadiga de um condutor de automóveis durante as viagens, mas o uso em outros equipamentos, através de uma conexão ao smartphone também era possível.

O equipamento é apenas um protótipo e isso não significa que entre em fase de desenvolvimento. Mas significa que a tecnologia de interfaces através de ondas cerebrais continua a avançar e a ser desenvolvida.

A NeuraLink de Elon Musk é a empresa que mais tem demonstrado resultados da investigação do chip cerebral, estando a recrutar especialistas em smartwatchs para trabalhar na empresa. Mas a empresa tem uma rival, a Synchron, que já tinha colocado implantes cerebrais em pacientes na Austrália. O seu primeiro paciente norte-americano, um homem diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, poderá comunicar utilizando os seus pensamentos, graças ao chip.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.