Está alcançado mais um recorde na missão da NASA em Marte. O Ingenuity voou 625 metros para completar a sua nona missão de voo, a uma velocidade de cinco metros por segundo e mantendo-se no ar durante cerca de 166,4 segundos. O voo nove foi o mais afastado do rover, até à data. Levou o Ingenuity para terreno desconhecido e fê-lo voar a velocidades mais elevadas que em voos anteriores. 

Até agora, os voos do Ingenuity acompanharam o percurso no solo do rover Perseverance. Desta vez, o desafio foi atalhar caminho e levar o helicóptero à zona sul de Séitah, enquanto o rover continua a explorar a parte oeste desta região arenosa e de solo acidentado, difícil de percorrer por um veículo com rodas. 

O voo foi um desafio para o algoritmo do Ingenuity, que foi treinado para voos em superfícies pouco acidentadas, diferentes daquelas que a missão tem encontrado em Séitah e que podem acabar por interferir no sistema de controlo de altitude do helicóptero.  

A NASA procurou atenuar esse efeito aumentando a altitude do voo, acabando também por conseguir minimizar a possibilidade destas oscilações resultarem em erros na informação captada pelo helicóptero, nomeadamente no que se refere ao mapeamento da localização, algo que já aconteceu e deu problemas em voos anteriores.  

NASA testa capacidade de subir... e descer em voo de testes em Marte

O desafio final do nono voo, pensado para recolher imagens da região, estava na descida ao solo. A viagem estava programada para terminar numa área aberta e pouco acidentada, mas podia não ser exatamente assim. Isto também seria um desafio para os sistemas de telecomunicações do helicóptero, que foi pensado para comunicar em linha de vista e para algumas centenas de metros. 

“Tudo isto representa um risco significativamente elevado, e é seguro dizer que será o voo mais nervoso desde o voo 1”, admitia a Nasa antes da viagem. A viagem acabou por correr bem e já há uma imagem da sombra do Ingenuity em voo, captada pela própria câmara de navegação do helicóptero. 

Ingenuity balança, mas não cai: Anomalia no helicóptero prega um susto à NASA no sexto voo em Marte
Ingenuity balança, mas não cai: Anomalia no helicóptero prega um susto à NASA no sexto voo em Marte
Ver artigo

E fez-se história: Helicóptero Ingenuity da NASA levantou voo em Marte. Veja o vídeo
E fez-se história: Helicóptero Ingenuity da NASA levantou voo em Marte. Veja o vídeo
Ver artigo

O primeiro voo do Ingenuity aconteceu a 19 de abril e permitiu que o helicóptero sobrevoasse a superfície marciana a uma altitude de três metros e durante 30 segundos. De voo para voo foram alcançados novos marcos. Logo no segundo voo, o helicóptero conseguiu alcançar uma altitude de 10 metros, no quarto percorreu uma distância de 266 metros e no sexto voo esteve no ar 139,9 segundos. 

Como também destaca a NASA, o Ingenuity já voou entre cinco zonas aéreas distintas, três das quais identificadas apenas com imagens de satélites e sobreviveu a um incidente, resultado de uma anomalia que acabou por ser ultrapassada e permitir a descida em segurança.  Reveja aqui alguns dos melhores momentos da missão.

 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.