O satélite PROBA2 da Agência Espacial Europeia (ESA) já está há 10 anos numa órbita sincronizada com o Sol à volta da Terra, na linha do “crepúsculo-amanhecer”. Apesar da sua leve dimensão de apenas 13 quilogramas, o PROBA2 tem uma grande responsabilidade: observar os eventos solares que possam influenciar ou afetar o que se passa no nosso planeta.

Ao longo de 2019, câmara SWAP do PROBA2 captou diversas fotografias durante a sua missão de monitorização do Sol. A ESA selecionou uma imagem por cada um dos 365 dias para criar uma montagem que representa um ano completo de atividade da estrela no centro do nosso sistema planetário.

Composição das imagens solares recolhidas pelo PROBA2 ao longo de 2019.
créditos: ESA
Pequeno satélite que "guarda" o Sol está de parabéns
Pequeno satélite que "guarda" o Sol está de parabéns
Ver artigo

De acordo com a ESA, o Sol apresentou baixos níveis de atividade em 2019, sendo que o maior acontecimento solar foi observado no seu extremo Este a 6 de maio, tendo sido classificado como um C9.9. A escala utilizada para medir o nível de força da atividade solar apresenta cinco níveis: A (o qual representa pequenas erupções), B, C, M e X (que equivale a uma forte explosão).

O satélite ajudou também os cientistas a estudar a atmosfera solar em setembro de 2019, sendo que é possível notar que o Sol está numa posição diferente em algumas das fotografias desse mês. A experiência foi feita em parceria com a sonda Parker da NASA e, para poder captar os melhores “ângulos” da atmosfera do Astro-Rei, o PROBA2 mudou ligeiramente a sua orientação.

Sonda Parker mostra “trabalho”: Sol começa a ter os seus primeiros segredos revelados
Sonda Parker mostra “trabalho”: Sol começa a ter os seus primeiros segredos revelados
Ver artigo

O PROBA2 vai continuar a sua missão de monitorização solar ao longo de 2020 e, se tudo correr como planeado, a partir de 5 de fevereiro, terá a “companhia” do Solar Orbiter, um dos próximos satélites da ESA a ser lançado para o espaço. Com a entrada no novo ano, o PROBA2 vai entrar numa fase ainda mais importante, ao completar todo um ciclo solar.

Segundo a ESA, a atividade solar aumenta e diminui de 11 em 11 anos. De um ciclo para o outro, a esta pode variar entre fases de máximo e mínimo solar. Ao completar um ciclo inteiro, o PROBA2 poderá obter uma análise da evolução do Sol a longo prazo e comparar o atual período de mínimo solar com o anterior, ao mesmo tempo que se prepara para quando o Astro-rei “acordar” novamente, em 2024/2025.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.