A operadora de telecomunicações britânica EE vai ser a primeira a lançar a rede de 5G no Reino Unido. O serviço vai estar disponível a partir do dia 30 de maio nas cidades de Londres, Edimburgo, Cardiff, Belfast, Birmingham e Manchester, estando previsto o alargamento a mais dez cidades durante o ano de 2020.

Cerca de um mês depois, a 3 de julho, será a vez da rival Vodafone lançar o seu serviço de 5G, estando disponível inicialmente em sete cidades, nomeadamente Bristol, Glasgow, Manchester, Liverpool, Cardiff, Birmingham e Londres. Isto significa que os habitantes de Londres, Birmingham e Cardiff terão brevemente a possibilidade de optar entre duas redes de 5G.

A EE revelou que os preços para o 5G, que implica a compra de novos dispositivos, começam nas 54 libras por mês, com direito a 10 gigabytes de dados. A operadora britânica confirmou ainda que entre os novos equipamentos não vão estar incluídos produtos da fabricante chinesa Huawei, apesar de ter anunciado anteriormente a inclusão do Mate 20 X 5G. Em declarações à BBC, um responsável da EE afirmou que “o lançamento dos novos smartphones 5G Huawei foi interrompido” pela operadora, acrescentando que a empresa “está a trabalhar tanto com a marca chinesa como com a Google para assegurar que possa ser realizado o nível adequado de testes e garantir a qualidade”.

Assim, os smartphones disponíveis para aceder à rede 5G pela EE serão o Samsung S10 5G, o Oppo Reno 5G, o OnePlus 7 Pro 5G e o LG V50 ThinQ.

Além dos planos para rede móvel, a EE vai também lançar banda larga 5G para uso doméstico, utilizando os dispositivos HTC 5G Hub e 5GEE Home Router. O custo de ativação do serviço será de 100 libras, a que se junta uma mensalidade de 50 ou 75 libras, dependendo da opção por 50GB ou 100GB de dados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.