A ideia já tinha sido avançada antes da pandemia da COVID-19 paralisar a realização de conferências em todo o mundo, mas agora o Web Summit vai mesmo saltar para o Brasil, mais especificamente para o Rio de Janeiro, e tem data marcada para 2023, com calendário definido para 1 a 4 de maio de 2023.

"O Brasil é um gigante adormecido há algum tempo, mas está a ganhar força e a acelerar", afirmou Paddy Cosgrave, o CEO da Web Summit na conferência de imprensa que está a decorrer e que o SAPO TEK acompanhou. Na sua intervenção recorreu a dados para indicar que a área de tecnologia e startups está em expansão e que já conta com 21 empresas unicórnio e que o Rio de Janeiro está a ganhar reputação como hub de startups.

O gestor diz que a organização olhou para vários países e cidades na América do Sul e América Central e acabou por se fixar no Rio.

"É uma cidade global e fantástica [...] para muito empreendedores será a primeira vez no Rio de Janeiro", defendeu Paddy Cosgrave que conferssou estar apaixonado pelo Rio de Janeiro.

Questionado sobre o acordo com as autoridades, Paddy Cosgrave explicou que a parceria com a cidade é semelhante à que foi feita em Lisboa, com um contrato para 3 anos e com opção de extensão, mas não divulgou os valores. O presidente da Câmara do Rio indicou o valor de 1 bilião de Reais, mas admitiu que pode ser maior o impacto.

conferência Web Summit Brasil

"Vemos o Web Summit como um grande momento e um momento de viragem para o Brasil", afirmou o presidente da Câmara do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. "Esperamos que se realize aqui por muito tempo", defendeu, indicando que "não vemos o Web Summit como conferência de tecnologia".

A ideia é que o Rio de Janeiro consiga replicar o sucesso da conferência em Lisboa, afirmou Eduardo Paes, sublinhando que espera que "consolide o Rio como o main hub na América do Sul".

No primeiro ano o Web Summit Brasil quer contar com mais de 10 mil participantes internacionais e vai realizar-se no centro de convenções Riocentro que tem cerca de 87.000 mentros quadrados de espaço coberto.

Paddy Cosgrave adiantou ainda que a ideia é anunciar mais Web Summits fora da Europa. "Isto faz parte de um plano mais alargado para o Web Summit se tornar uma conferência nas cidades mais interessantes em diferentes geografias".

Segundo o CEO do Web Summit, esta é a marca certa para alargar a conferência e "em 2021 já houve milhares de brasileiros a participar no evento em Lisboa". Mas a ideia é continuar a aumentar o número de pessoas que vêm a Portugal, admitindo Paddy Cosgrave que pode ficar na cidade depois de 2028 mas que está também a olhar para outras cidades.

"Há mais de uma década que temos outros eventos à volta do mundo, com o Collision e o RISE [...] Lisboa não tem de se preocupar, o Web Summit tem sido extraordinário em Lisboa", adiantou Paddy Cosgrave que diz que se apaixonou pelo Rio e que este é um local de crescimento e tem uma grande atmosfera para a conferência. Recorde-se que a mesma paixão foi várias vezes declarada a Lisboa mas agora o CEO do Web Summit admite que a localização está a chegar ao limite da sua capacidade.

O SAPO TEK acompanha o Web Summit em Lisboa desde 2016. Veja na galeria as imagens da conferência de 2021, que apesar da pandemia da COVID-19 acabou por ser mais animada do que se podia esperar com as restrições que ainda estavam a ser aplicadas.

Clique nas imagens para mais detalhes

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação durante a conferência de imprensa. Última atualização 14h49. Foi corrigida uma gralha no 1º parágrafo. 15h45

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.