Mais de 1.200 bombeiros combateram os fogos em Vila do Rei, um incêndio que deflagrou no sábado e só esta manhã de segunda-feira estabilizou. O acesso difícil a certas zonas do território a norte de Portugal dificultaram o trabalho do dispositivo em ação. Os incêndios podem ser acompanhados na ferramenta EFFIS (European Forest Fire Information System) integrante do Copernicus, que mostra dados de satélite com uma estimativa, praticamente em tempo real, das áreas ardidas, como mostra a mensagem do Twitter da plataforma.

O website apresenta um mapa da Europa, sendo possível utilizar diversos filtros para realçar fogos ainda a lavrar, áreas queimadas, sendo ainda assinalados a intensidade das chamas através de cores entre o amarelo e vermelho.

Se pretende fazer um estudo sobre estatísticas relacionadas com os incêndios, poderá filtrar por país, salientando o número de fogos ocorridos por ano, na última década, ou a área consumida pelo fogo. Segundo o Copernicus, em 2019 ocorreram já 121 incêndios, tendo ardido 15.836 hectares de terreno. Apesar da época de os fogos ter começado, este ano já foi ultrapassado o número de incêndios de 2018, embora sem as mesmas consequências de área ardida. Números que, felizmente, estão muito aquém da catástrofe de 2017, onde decorreram mais de 400 incêndios e mais de 550 mil hectares de área ardida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.