De acordo com a Workfront, que é uma empresa especializada no sector das soluções digitais para a gestão de projetos, os trabalhadores norte-americanos vêm com bons olhos a integração de robots e inteligência artificial nos seus locais de trabalho.

A maioria acredita que o impacto destas tecnologias seria maioritariamente positivo e que a articulação das suas funções com as capacidades destes sistemas iria dar-lhes mais tempo para despenderem nas suas funções prioritárias.

As justificações dadas pelos entrevistados para o seu otimismo face a estas ferramentas, foram maioritariamente ao encontro dos processos de automação. Os mesmos acreditam que tarefas como reuniões e trocas de emails anulam parte da sua potencial produtividade e que a IA pode ajudá-los a reduzir o tempo gasto nestes processos.

Millennials sem medo de perderem emprego para robots, mas não confiam neles
Millennials sem medo de perderem emprego para robots, mas não confiam neles
Ver artigo

A flexibilidade foi outra das razões sublinhadas. De acordo com o relatório da Workfront, 79% dos trabalhadores do conhecimento têm à sua disposição ferramentas que lhes permite agilizar os seus deveres profissionais entre escritório e casa, num horário pouco rígido. A integração destes sistemas podia, mais uma vez, potenciar este modelo que, segundo a empresa, agrada às entidades empregadoras.

Apesar da recetividade, refira-se que um em cada três inquiridos revelou "medo de que os homens e as mulheres na sua linha de trabalho acabem a competir com robots, máquinas e/ou inteligências artificiais". No geral, o sentimento face a estas tecnologias demonstra um sentido de complementaridade e não de oposição.

Para este estudo, a empresa inquiriu 2.001 residentes nos EUA, que trabalhavam para empresas com mais de 500 empregados. A maioria dos entrevistados trabalhava diariamente com computadores e colaborava em projetos.

Em comunicado, o CEO da Workfront, Alex Shootman, escreve que "apesar da cultura popular retratar a automação com termos distópicos, a realidade é que a maioria dos trabalhadores está otimista quanto à automação porque percebe como é que ela os pode ajudar a focarem-se em tarefas de maior importância nos seus trabalhos".

E o leitor? Receia perder o emprego para uma máquina? Veja aqui se a sua função está ameaçada pelas novas tecnologias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.