Há um fenómeno raro prestes a acontecer no céu noturno. Na madrugada desta terça-feira, dia 12 de dezembro, a famosa e resplandecente Betelgeuse, vai ter o seu brilho intenso ocultado e “desaparecer”.

Embora não se possa negar um certo “toque de magia”, o evento cósmico não tem nada de truque: o eclipse ultra raro é “culpa” do asteroide 310 Leona.

Mais especificamente o 319 Leona vai passar entre a Terra e a Betelgeuse, escondendo a sua luz por um curto período de tempo. O quanto vai depender do tamanho angular desta enorme estrela versus o do asteroide, e esses dados não são bem conhecidos.

Betelgeuse é uma estrela que perdeu o brilho mas agora o mistério está resolvido
Betelgeuse é uma estrela que perdeu o brilho mas agora o mistério está resolvido
Ver artigo

Além do excelente espetáculo que irá proporcionar aos observadores do céu, o raro eclipse será uma oportunidade para os astrónomos criarem um mapa da superfície de Betelgeuse, que poderá ajudar a compreender melhor aquela que é a décima estrela mais brilhante no céu noturno e o seu comportamento peculiar.

O “rasto” do eclipse só será visível na Ásia e no sul da Europa e nem sempre com direito ao evento principal, que incluirá um “anel de fogo”. Além de que tudo acontecerá num curto período de tempo.

Durante alguns segundos vai ser possível ver a lendária constelação de Órion sem o seu famoso "ombro laranja", como acontecerá num futuro distante, quando a Betelgeuse explodir como uma supernova e escurecer, refere o Virtual Telescope Project, que vai fazer a transmissão do evento em direto.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.