O vermelho escuro com que a ECDC (acrónimo em inglês para Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças) assinala as regiões com mais casos de infeções na Europa foi aplicada a Portugal logo em janeiro mas desde a semana passada que a redução do número de casos positivos do novo coronavírus permitem uma melhoria na classificação do país.

Os novos mapas que acabam de ser publicados revelam um nível de notificações de testes positivos abaixo dos 150 casos por 100 mil habitantes, o que faz com que Portugal apareça agora pintado num tom mais leve.

O vermelho escuro, a cor que foi adotada para países e regiões com mais de 500 notificações de testes positivos à COVID-19 por 100 mil habitantes  em janeiro deste ano, com a escalada da segunda fase da pandemia na Europa, ainda pode ser vista em algumas regiões.

Para além das cores que já existiam de verde, laranja, vermelho e cinzento, a Comissão propôs o aditamento de "vermelho escuro" para indicar as zonas onde o vírus circula a níveis muito elevados. O vermelho que já tingia o mapa europeu sinalizava zonas com mais de 150 casos de infeção por 100 mil habitantes.

Mapa europeu da COVID-19 já foi atualizado com novas cores. Portugal a "vermelho escuro"
Mapa europeu da COVID-19 já foi atualizado com novas cores. Portugal a "vermelho escuro"
Ver artigo

No site do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças é ainda possível aceder aos dados globais e detalhados de cada país, com informação sobre a evolução da vacinação.

Portugal em quinto lugar na lista dos mais afetados na Europa

De acordo com os dados, nos últimos 14 dias Portugal registou uma incidência de menos de 174 casos de infeção por 100 mil habitantes, valores que colocam o país numa das melhores posições da lista de países com menor incidência de infeção na União Europeia.

Os dados de hoje do boletim da DGS indicam que nas últimas 24 horas foram registados 830 novos casos de infeção co o novo coronavírus e que ocorreram 28 mortes relacionadas com a COVID-19, o valor mais baixo desde 27 de outubro de 2020.

Estão ainda internados 1.708 doentes (menos 119 do que na quarta-feira), o valor mais baixo desde 26 de outubro, dia em que estavam hospitalizadas 1.672 pessoas.

Nos cuidados intensivos Portugal tem hoje 399 doentes (menos 16 em relação a quarta-feira). Este é o valor mais baixo desde 13 de novembro.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.