O uso de soluções tecnológicas inteligentes ligadas à Internet tem vindo a crescer na União Europeia. Os mais recentes dados do Eurostat, relativos ao ano de 2020, destacam a popularidade dos wearables, como relógios inteligentes, pulseiras de fitness, óculos ou auriculares, entre as camadas mais jovens da população.

De acordo com o Eurostat, 19% dos cidadãos da União Europeia com idades entre os 16 e os 74 anos usam wearables. Os indivíduos com idades entre os 16 e os 24 anos (28%) são quem mais os usa. Segue-se a faixa etária dos 25 aos 54, com 23%, e a dos 55 aos 64, com 11%. Só 5% das pessoas com idades compreendidas entre os 65 e os 74 anos afirmam já ter usado deste tipo de dispositivos.

Eurostat | Uso de dispositivos e soluções tecnológicas ligadas à Internet
créditos: Eurostat

Os assistentes virtuais, sejam sob a forma de uma aplicação ou de altifalantes inteligentes, também são populares, com 11% dos inquiridos a indicaram que os usam. Já 10% dos cidadãos afirmam que recorrem a soluções inteligentes para a gestão do consumo de energia em casa.

Entre os equipamentos usados estão também soluções de segurança doméstica (6%), automóveis com ligação à Internet (6%), eletrodomésticos inteligentes (5%), dispositivos médicos (5%) e brinquedos (2%).

No que respeita ao uso de wearables, o Eurostat detalha que 19% dos portugueses afirmam já ter usado deste tipo de dispositivos, um valor em linha com a média de utilização na União Europeia.

Eurostat | Uso de wearables
créditos: Eurostat

Já a República Checa, com 35%, a Finlândia, com 33%, e a Estónia, com 31%, compõem o “pódio” dos países que mais usam wearables. No outro lado do espetro encontram-se a Grécia, com 7%, a Roménia, com 8%, e Chipre, com 9%.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.