A Viz.ai angariou uma ronda de financiamento de 100 milhões de dólares, atingindo uma avaliação de 1,2 mil milhões de dólares, o que a eleva ao estatuto de “unicórnio”. A empresa tem como objetivo duplicar a sua equipa em Portugal até ao final do ano e está a contratar para a área de engenharia.

A empresa, com presença nos Estados Unidos, Israel, Portugal e Holanda, recorre a Inteligência Artificial para acelerar a prestação de cuidados de saúde, tendo em vista a redução de atrasos que podem comprometer o tratamento e a vida dos pacientes.

A criação da Viz.ai foi motivada pelo caso de um paciente que, apesar de ter sido submetido com sucesso a uma cirurgia ao cérebro, faleceu pela realização já demasiado tardia da operação. Frustrado com a situação, o neurocirurgião Chris Mansi uniu forças com David Golan num programa de pós-doutoramento na Stanford Business School e, juntos, fundaram a Viz.ai

Viz.ai torna-se num “unicórnio” e quer duplicar a sua equipa em Portugal até ao final do ano
créditos: Viz.ai

Como explica a empresa em comunicado, o investimento alcançado na ronda de financiamento, liderada pela Tiger Global e pela Insight Partners, será utilizado para reforçar o seu crescimento, com a expansão global da sua plataforma e a deteção e triagem de doenças adicionais.

"Vamos continuar a investir significativamente em tecnologia e serviços de ponta para nos integrarmos em todo o processo hospitalar, permitindo-nos automatizar a deteção de doenças, aumentar a taxa de diagnóstico e melhorar o fluxo de trabalho em todo o sistema de saúde”, sublinha Chris Mansi, cofundador e CEO da Viz.ai. “Desta forma, mais pacientes receberão o tratamento certo, traduzindo-se em melhores resultados e numa maior eficiência financeira para o próprio sistema de saúde”.

A solução da Viz.ai já está a ser utilizada por dois hospitais na Europa, tendo na “calha” clientes em Portugal, Espanha, Reino Unido, Irlanda, Itália e Sérvia. Até ao final do ano, a Viz.ai pretende duplicar os seus colaboradores, chegando a um total global de 500 pessoas na área de engenharia.

Em Portugal, o investimento vai permitir a aposta no crescimento da equipa, que conta atualmente com mais de 30 colaboradores. A empresa encontra-se a recrutar para as funções de Android, iOS e Engineering Manager.

"No ano passado, tivemos um crescimento significativo em Portugal, crescimento no qual queremos continuar a apostar em 2022”, afirma David Golan, CTO da Viz.ai. “Sendo um país-chave para nós, é nossa intenção estabelecer parcerias com mais uma série de entidades de saúde por todo o território e reforçar a contratação. O talento tecnológico português continua a surpreender-nos e acreditamos que terá um papel fundamental na nossa missão de salvar vidas e melhorar o tratamento dos pacientes a um nível global", realça o responsável.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.