Tim Cook considera que as redes sociais estão a ser mal utilizadas. Em entrevista à NBC, o CEO da Apple desvalorizou os anúncios políticos da Rússia face àqueles que considera serem os verdadeiros problemas destas plataformas e apontou o dedo ao ponto que considera fraturante nos últimos anos de vida de websites como o Facebook e o Twitter: as fake news.

“Não acredito que os grandes problemas sejam os anúncios dos governos estrangeiros. Na minha opinião isso é apenas 0,1% do problema”, disse Cook. “O maior problema é que algumas destas ferramentas estão a ser utilizadas para dividir as pessoas, para manipular as pessoas, para fazer com as notícias falsas cheguem às pessoas em grande número de forma a influenciar o que elas estão a pensar. Isto, para mim, é o problema número um”.
Recorde-se que, por estes dias, várias tecnológicas estão a ser ouvidas pelo Senado dos EUA, no seguimento de uma investigação que tenta apurar a extensão da influência que a Rússia pode ter tido nos diversos meios digitais ao longo das últimas eleições presidenciais.

Em alguns dos casos já analisados, como foi o caso dos anúncios no Facebook, concluiu-se que a propaganda política russa pode ter atingido um número muito superior de utilizadores ao inicialmente estimado.

Cook acredita que as redes sociais “aprenderam muito” ao longo deste processo, mas sublinha que nem todas as empresas tecnológicas são iguais quando confrontado com a hipótese destes casos virem a manchar a reputação de Sillicon Valley. Segundo o responsável, há que analisar os “valores, os princípios e os diferentes modelos de negócio” de cada um destes serviços. "As empresas tecnológicas não são todas iguais", reiterou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.