À medida que procura por sinais de vida em Marte, o Perseverance tem vindo a captar uma variedade de fenómenos no Planeta Vermelho. Recentemente, as câmaras do rover da NASA conseguiram registar um remoinho de poeira marciana na cratera de Jezero.

A NASA detalha que o remoinho foi captado por uma das câmaras Navcam do Perseverance a 30 de agosto, isto é, no 899º dia marciano da missão. A animação que se segue, que foi “acelerada” 20 vezes, é composta por 21 imagens captadas a intervalos de quatro segundos cada.

NASA | Rover Perseverance deteta remoinho de poeira marciana NASA | Rover Perseverance deteta remoinho de poeira marciana
créditos: NASA/JPL-Caltech

Segundo a NASA, os remoinhos de poeira, também conhecidos como “dust devils”, têm uma menor intensidade e dimensão do que os tornados na Terra. O fenómeno afirma-se como um dos mecanismos que permitem a redistribuição de poeira à superfície do planeta e a sua observação pode ajudar os cientistas a compreenderem melhor a atmosfera marciana.

Através dos dados recolhidos a partir das imagens captadas pelo Perseverance, os cientistas verificaram que este remoinho de poeira estava a uma distância de quatro quilómetros, num local conhecido como Thorofare Ridge.

Os cálculos realizados pelos cientistas indicam que a base do remoinho, que se estava a mover a uma velocidade de 19 quilómetros por hora, tinha uma dimensão de cerca de 118 metros.

Rover Perseverance pensa por si próprio e é o mais rápido a chegar ao destino em Marte
Rover Perseverance pensa por si próprio e é o mais rápido a chegar ao destino em Marte
Ver artigo

“Não conseguimos ver o topo do remoinho de poeira, mas a sombra que deixa dá-nos uma boa indicação da sua altura”, afirma Mark Lemmon, membro da equipa científica da missão Perseverance. Tendo em conta que a maioria destes remoinhos tem uma estrutura vertical, o que o rover da NASA detetou poderá ter uma altura de cerca de dois quilómetros, estimam os cientistas.

Recorde-se que, recentemente, o rover da NASA também demonstrou como é capaz de pensar por si próprio para ser o mais rápido a chegar ao destino em Marte.

Recorrendo ao AutoNav, o sistema de navegação autónomo que permite processar rotas em tempo real, o Perseverance conseguiu percorrer uma distância de meio quilómetro através de um campo de pedras em cerca de um terço do tempo que outros rovers de Marte da NASA levariam.

Veja o vídeo 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.