Estragar o ecrã dobrável do Samsung Galaxy Fold depois da garantia de um ano pode sair-lhe caro. A Samsung confirmou ao Bussiness Insider que o custo da reparação do telemóvel é de cerca de 600 dólares, quando o valor do primeiro smartphone dobrável da fabricante sul-coreana é de 2.000 euros em alguns países europeus.

Mas nem tudo são más notícias. De acordo com o site, a garantia de um ano cobre uma reparação gratuita do ecrã e após esse período a Samsung cobra 150 dólares por uma única reparação. A partir daí esse valor passa então para os 600 dólares.

CEO da Samsung faz "mea culpa" e admite que o Galaxy Fold não estava pronto
CEO da Samsung faz "mea culpa" e admite que o Galaxy Fold não estava pronto
Ver artigo

Tal como anunciou na IFA 2019, as vendas Galaxy Fold arrancaram na Coreia, seguindo-se França, Alemanha, Singapura e Reino Unido a 18 de setembro. Na sexta-feira é a vez dos Estados Unidos, não havendo ainda previsão para Portugal.

O lançamento surgiu depois de vários problemas reportados com os ecrãs, que começaram a ser noticiados em abril, o que levou a diferentes adiamentos na chegada do Galaxy Fold ao mercado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.