De acordo com a notícia avançada pela Bloomberg, a Match Group, que detém as diversas versões do Tinder, lançou um novo processo de pagamento que permite aos utilizadores inserirem as informações do cartão de crédito diretamente na aplicação.

Depois de inseridas as informações de pagamento no Tinder, a aplicação remove as opções de encaminhamento dos pagamentos pela Google Play Store.

Esta não é a primeira aplicação a optar por fugir às taxas aplicadas pela Google, que até ao momento ainda não reagiu a esta tomada de posição do Tinder. Em 2018 também a Epic Games tomou a mesma decisão com o Fortnite.

Por outro lado, empresas como a Netflix e o Spotify removeram a opção de aceder às subscrições através das aplicações do Android. Esta decisão significa que os utilizadores têm de se registar através dos seus sites, onde o Google não irá cobrar qualquer tipo de taxa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.