A Google já não vai lançar a versão beta do Android 11 a 3 de junho, num evento online, como esta inicialmente previsto. No Twitter, a gigante tecnológica explica que esta não é o tempo certo "para celebrar", numa altura em que o CEO da Google Sundar Pichai se mostrou solidário com a morte de pessoas como George Floyd e "que não têm voz".

A decisão surge depois da morte do homem afro-americano de 46 anos que morreu depois de uma detenção a semana passada e que tem levado a inúmeras manifestações nos Estados Unidos. Os confrontos têm sido violentos, com notícias de carros da polícia incendiados e com o decreto de recolher obrigatório acionado em alguns estados. Face a estes acontecimentos, a Google mostra-se agora sensível a esta questão e demonstra o seu apoio pela igualdade racial.

A versão oficial deveria ser apresentada na conferência Google I/O a 12 de maio, mas entretanto, a gigante tecnológica acabou por cancelar o evento devido à COVID-19. Apesar deste novo atraso, e de acordo com o 9to5Google, o novo sistema operativo (SO) da Google deverá manter a data de lançamento oficial: o terceiro trimestre de 2020.

Em fevereiro a Google anunciou algumas novidades para o Android 11 e em março foram conhecidas mais funcionalidades do novo SO, cuja primeira versão se destina aos criadores de aplicações. Entre as várias novidades, o Android 11 vai permitir sincronizar os conteúdos das apps ao keyboard do smartphone, ganhando animações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.