Desde que a Lenovo apresentou há cerca de 6 anos a marca Yoga que os portáteis acrobáticos têm vindo a evoluir para se tornarem mais finos, com ecrãs e teclados melhores, integração de mais funcionalidades e performance. Este ano a marca deu novos passos na melhoria destes conceitos de mobilidade e entre o portfólio destacam-se alguns modelos mais especiais, que estão a receber a maior atenção da imprensa de todo o mundo.

A Lenovo lidera o mercado em vendas mas quer liderar também tendências, e a capacidade de colocar nas lojas os equipamentos mais finos em cada gama, como realçou a empresa na sua apresentação. E pelo que se vê está bem encaminhada para isso.

Na gama Yoga a marca apresentou vários modelos, destinados a diferentes segmentos de utilizadores, mas os que mais se destacam são o Yoga Book C930  e Yoga C930 que o SAPO TEK teve oportunidade de experimentar durante uma pré apresentação reservada a um número muito limitado de meios de comunicação a nível mundial.

A filosofia do PowerBook está agora mais ajustada a uma realidade de um utilizador em movimento. Com um formato compacto, este “livro que se dobra” tem dois ecrãs de 10,8 polegadas, em que um oferece um display LCD de qualidade QHD e o outro um ecrã E Ink que rapidamente se transforma num bloco de notas, num teclado ou num leitor de livros digitais semelhante a um Kindle ou Kobo.

As vantagens parecem grandes e parecem evidentes, mesmo sem uma utilização muito prolongada. Este é um dispositivo que pode substituir o computador portátil, o tablet e o leitor de livros digitais, mas também um bloco de notas em papel. Tudo num “pacote” que pesa apenas 775 gramas e tem uma espessura de 9,9 mm.

A caneta é um acessório essencial a quem quer usar o equipamento para escrever as suas notas e fazer desenhos em apresentações, aulas ou conferências de imprensa, mas na nossa opinião continua a faltar uma forma de a guardar eficientemente, sobretudo porque é um acessório ainda caro que se torna muito fácil de perder, apesar do sistema magnético que a pode manter agarrada ao ecrã num ambiente controlado.

A Lenovo colocou também aqui a sua engenharia em prova e melhorou o processador em relação às gerações anteriores do Book, com dois modelos diferentes de processadores (um Intel Core i5 e um Intel Core m3), adicionando também um botão de power para desligar e ligar, que estava ausente. Conte ainda com uma versão LTE e suporte a cartão SIM nano.

O sistema operativo é o Windows 10 Home e a bateria deve durar cerca de 8,6 horas em uso, segundo a Lenovo.

E há ainda um pormenor adicional: a forma de abertura. Se um botão é com dois toques na tampa que esta abre, usando o acelerómetro integrado no Book. É preciso treinar, mas na feira esta foi uma das funcionalidades que criou mais “UAUs”.

A energia do som e produtividade portátil

O “mais afinado” da companhia de novo Yoga que cai chegar ao mercado nos próximos meses é o Yoga C930 e o responsável de produto não hesitou em confessar ao SAPO TEK que é “a menina dos seus olhos”. Neste equipamento a Lenovo seguiu a mesma linha de estratégia de desenvolvimento mas conseguiu afinar mais um pormenor: o som. A empresa percebeu que a maioria dos utilizadores continuavam a usar os acrobáticos 2 em 1 apenas como laptop, e que uma das razões era a forma como o som é projetado quando se “transforma” o portátil num tablet.

Por isso desenvolveu com a Dolby uma barra de som que roda e acompanha o ecrã de 13,9 polegadas quando é usado como portátil ou como tablet, com o sistema Atmos Speaker. Experimentámos numa sala cheia de jornalistas e o áudio tridimensional mostrou uma capacidade bastante interessante, sobretudo para ver filmes, onde está a ser aplicada a tecnologia Dolby Vision.

O design e acabamentos do C930 são também impressionantes, com a aposta em alumínio a manter-se com um toque suave e quatro cores de finalização, entre as quais a nova Mica que está próxima do branco.

Como não podia deixar de ser no topo de gama da marca, as características técnicas estão perto do top do que a tecnologia oferece: processadores Intel core i7 e i5, memória RAM de 8GB, 12 ou 16 GB, disco SSD de 256 GB ou 512, com uma opção de 1 TeraByte, e uma duração de bateria de 9 horas. O peso total começa nos 1,38 Kg e a espessura é de 14,5 mm na parte mais fina.

Um outro pormenor que se destaca no C930 é a caneta que tem agora uma “garagem”. A Lenovo chamou-lhe mesmo uma “Garaged Pen” que fica guardada dentro do chassi do portátil e ao mesmo tempo está permanentemente a ser recarregada.

As primeiras impressões foram bastante positivas nesta curta experiência mas precisam agora de ser confirmadas por um teste de maior duração (e esforço).

Uma última nota para os preços: o Yoga C930 e o Yoga Book C930 chegam a Portugal em novembro por um preço recomendado a partir de 1.999 e de 999 euros, respetivamente.

Nota da redação : foi feita uma correção na designação do Yoga Book

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.