Depois de licitarem as frequências no leilão do 5G, a MEO, NOS e Vodafone avançaram com um período de utilização experimentar da rede de quinta geração, dando aos seus clientes a possibilidade de usarem os serviços no âmbito dos seus planos de comunicações sem pagarem nenhum valor extra. Inicialmente esse prazo foi fixado até 31 de janeiro, após o que alguns tarifários teriam um custo adicional de 5 euros, mas agora foi alargado até 31 de março.

As operadoras já têm a informação nos seus sites e confirmaram ao SAPO TEK esta decisão, mas não adiantam quaisquer números relativos à utilização dos serviços no primeiro mês em que o 5G ficou disponível. Recorde-se que a NOS e a Vodafone lançaram serviços logo em dezembro, assim que tiveram acesso às licenças, e que a MEO esperou pelo início de janeiro de 2022.

Para usarem a rede 5G os clientes das três operadoras só precisam de ter um smartphone que suporte a tecnologia e configurar a sua rede como 5G/4G/3G automático. Não faltam smartphones com 5G e o SAPO TEK já identificou 10 propostas com preços variados.

Clique nas imagens para mais detalhes

Para já, todos os tarifários da MEO, NOS e Vodafone têm acesso sem custos mas a DECO já alertou para o facto de alguns clientes passarem a ter um custo adicional na sua fatura mensal depois deste período gratuito.

Falta ainda que três empresas que também entraram no leilão mostrem o seu "jogo" para o 5G. A Dense Air vai focar os seus serviços no mercado empresarial mas a NOWO já confirmou que está a reforçar o investimento para lançar serviços 5G. Também a DIXAROBIL se está a preparar para avançar em Portugal e o jornal ECO já apurou que está a contratar.

Até onde já chega o 5G?

Questionadas pelo SAPO TEK, as operadoras  não indicam o número de antenas e sites onde já está disponível a tecnologia de 5G, referindo apenas que a rede de quinta geração móvel já está disponível nas capitais de distrito e que será progressivamente alargada ao resto do país.

As obrigações associadas às licenças de 5G têm definidas metas de cobertura do território, com 95% de toda a população do país em áreas com cobertura de 5G até 2025, mas há obrigações faseadas, com objetivos já para 2023 de cobrir 75% das freguesias de baixa densidade, marcadas no mapa disponibilizado pela Anacom.

Mapa de obrigação de cobertura com 5G
créditos: Anacom

O certo é que em várias zonas de Lisboa já é possível ver o sinal de 5G a aparecer nos ecrãs dos telemóveis configurados para isso.

5 euros a mais depois de 31 de março?

O prazo de experimentação gratuita do 5G foi alargado pela MEO, NOS e Vodafone até 31 de março, mas depois disso pode haver custos em alguns tarifários. A Deco Proteste fez as contas aos diferentes tarifários com o que vão pagar mensalmente.

Tarifários com 1 GB de internet com 5G

Vodafone: O tarifário XS 1 GB para clientes com menos de 25 anos com 5G vai custar o valor base de 11,95 euros, que com a taxa dos 5 euros, passa a custar 16,95 euros. O pacote Vodafone You 1 GB 500 minutos custa 15,21, passando a 20,21 euros se optar pelo 5G.

MEO: Os tarifários Moche com carregamento de 1 Gb e o Móvel pré-pago 1 GB de 500 minutos são equivalentes aos da Vodafone, com os mesmos dois valores, um total de 16,95 e 15,21 euros.

NOS: O WTF 1 GB para menores de 25 anos custa 11,80, cobrando a taxa de 5 euros dá 16,80. Já o NOS Like 1 GB 500 minutos custa 17,38 euros, num total de 22,38 com a taxa do 5G.

Em nota, é referido que para todos os clientes com mais de 25 anos, a adição do 5G obriga a escolher outros tarifários, acrescendo-se cerca de 20 euros por mês.

Tarifários com 5 GB de internet com 5G

Vodafone: o tarifário XM 5 GB para menores de 25 anos custa 17,34 euros, que com a taxa 5G contabiliza 22,34 euros. Já o Vodafone You 5 GB 500 minutos custa 21,73, totalizando 26,73 para quem quer 5G.

MEO: O tarifário Moche com fatura 5G para menores de 25 anos custa 16,80 euros, somando 21,80 euros no caso de querer 5G. O MEO Móvel Pré-Pago 5 GB 500 minutos custa os mesmos 21,73 cobrados pela Vodafone, num total de 26,73 ao ativar o 5G.

NOS: O tarifário WTF 5 GB para menores de 25 anos custa 16,80, ou seja, 21,80 euros com 5G. O NOS 5 GB 500 minutos custa 21,73, que com o 5G passa a custar 26,73 euros. Um preço igual nas três operadoras.

Tarifários com 10 GB de internet com 5G

Vodafone: O Yorn XL 10 GB com 5G para menores de 25 anos custa 21,68 euros (não tem tarifa 5G). O Vodafone You 10 GB 500 minutos custa 24,99 euros mesmo optando pelo 5G.

MEO: Moche com fatura 10 GB para menores de 25 anos custa 19,90 euros, mas a taxa do 5G eleva o valor para 24,90 euros. O MEO Móvel Pós-Pago 10 GB 1000 minutos custa 27,99 euros, mas com o 5G custa 32,99 euros.

NOS: O tarifário WTF 10 GB para menores de 25 anos custa 21,80 euros com 5G. E o NOS Like 10 GB 500 minutos com o 5G custa 24,99 euros.

O estudo afirma que um consumidor que use em média 5 GB de internet por mês, terá mais vantagem em aderir a um tarifário mais caro, porque evita a taxa de 5G e aumenta o seu limite de tráfego, nos casos das ofertas da NOS e Vodafone, pois na MEO a taxa é aplicada nos pacotes de 10 GB. Diz ainda que para maiores de 25 anos, o consumidor paga pelo menos 26,73 euros mensais pelos pacotes médios de 5 GB, mas começa a pagar menos num perfil de maior consumo, como 10 GB, cujo valor começa nos 24,99 euros devido à ausência das taxas 5G aplicadas pela NOS e Vodafone.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.