São cerca de 500 os participantes que esta manhã começaram a chegar ao pavilhão desportivo do campus de Azurém, em Guimarães para a 14ª edição da RoboParty. "Armados" com sacos cama e acessórios, vêm de todo o país para construir robots, aprender mais sobre eletrónica, programação e mecânica, e colocar a sua destreza à prova com vários desafios até 9 de Abril.

"O espírito é muito bom [...] Já estávamos com saudades", explicou ao SAPO TEK Fernando Ribeiro, o dinamizador da iniciativa que desde 2007 promove o envolvimento de jovens de todas as idades.

As equipas receberam de manhã um kit em peças do robô “Bot’n Roll One A”, e fizeram a formação básica, mas colocaram rapidamente as "mãos na massa".

"Começaram às 11 horas a construir os robots e alguns já estão a mexer", adiantou o professor Fernando Ribeiro.

Veja as imagens da chegada à RoboParty esta manhã

Com 500 participantes este ano, Fernando Ribeiro admite que ficou satisfeito com o número de equipas inscritas, até porque durante o confinamento e com as restrições impostas houve muitos clubes de robótica nas escolas que tiveram de fechar. Mas o entusiasmo de voltar ao terreno está presente no pavilhão em Guimarães com participantes entre 8 e 63 anos, embora a maioria esteja na faixa etária dos 15 aos 18 anos.

O vídeo mostra a abertura de portas da RoboParty

A ajuda dos monitores, estudantes de Engenharia Eletrónica Industrial e Computadores, é importante neste evento pedagógico que não quer ser uma competição e que pretende decorrer num ambiente de entreajuda. Os cerca de 90 voluntários tiveram formação e começaram a trabalhar antes na preparação do espaço e das provas para os três dias de animação.

Desafios e surpresas de 7 a 9 de abril

Há equipas a estrear-se e outras mais "profissionais" que têm os robots na escola e que já têm mais experiência, mas este ano para além das provas consistem em obstáculos, perseguição e dança há um desafio surpresa, cujas regras foram partilhadas esta manhã e para a qual ninguém se conseguiu preparar previamente.

"O desafio é empurrar bolas de ping pong em cima de uma mesa só com os robots [... ] já temos soluções muito criativas",  afirma.

Ao longo dos três dias non-stop há múltiplas atividades lúdicas e desportivas para os participantes, como a apresentação de gadgets, atuações de DJs, torneios de xadrez, ténis de mesa, lançamentos de basquetebol, entre outras.

Desde o início da RoboParty, em 2007 o evento já contou com mais de 6.000 jovens entusiastas com vontade de se divertir a aprender eletrónica, programação e mecânica, como explica o coordenador da festa dos robots que conta com o apoio logístico da Universidade do Minho e da Câmara Municipal mas que é principalmente fruto de uma iniciativa voluntária.

"Não temos apoios monetários e por vezes é complicado conseguir fazer tudo com a equipa que temos [...] Somos poucos para fazer tudo", explica Fernando Ribeiro.

Veja na galeria imagens das edições anteriores  

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.