As mudanças na rede TDT arrancam já na próxima semana, dia 27 de novembro, com a alteração do emissor de Odivelas Centro, que passará do canal 56 para o 35, conforme as diretrizes da ANACOM, e dirigidas pela Altice Portugal, que ficou encarregue do teste piloto. As operações têm em vista a libertação do espetro dos 700 MHz, preparando-se para a chegada do 5G a Portugal.

Tal como havia assegurado pela reguladora, o processo de alteração do sinal é simples e não vai ser necessário substituir ou regular as antenas. E do lado dos utilizadores, não precisará preocupar-se com o equipamento, que será o mesmo, seja a televisão como a box descodificadora. Além disso, não será necessário subscrever serviços adicionais aos que já tem para usufruir da televisão gratuita (TDT).

No entanto, será necessário sintonizar a nova frequência de TDT para os setes canais gratuitos, num processo simples. Para tal, deve aceder ao menu do comando da televisão ou da caixa da TDT de acesso à configuração da antena, onde vai encontrar as opções setup, instalar ou ajustar o canal, ou equivalente, mediante a marca dos equipamentos. Deverá seguir as instruções que aparecem no ecrã.

O processo de migração arranca em Odivelas como piloto, mas o início “oficial” da migração em todo o país começa na terceira semana de janeiro de 2020, arrancando no sul, estendendo-se para norte. As regiões autónomas da Madeira e Açores ficarão para a fase final do processo.

Ainda no que diz respeito à região de Odivelas, esta abrange cerca de 135 mil residências e áreas comerciais, que incluem todo o concelho de Odivelas, as freguesias de Lumiar, Carnide e Santa Clara em Lisboa, mas também a Encosta do Sol, na Amadora.

A ANACOM disponibilizou um número gratuito para os utilizadores que tenham dúvidas sobre o processo de sintonia ou outra questão relativa à migração. Pode ligar para o 800 102 002 entre as 9:00 e as 22:00, todos os dias. A reguladora afirma que durante os dias 27 e 28 de novembro, os horários serão prolongados até à meia-noite. A ANACOM terá equipas técnicas no terreno que ajudarão a população a sintonizar os equipamentos, de forma gratuita, caso seja necessário.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.