A Altice é a empresa que mais investe em investigação e desenvolvimento em Portugal, mostram os dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC). Em 2017, o grupo registou uma despesa que quase duplica a despesa da Sonae, em segundo na lista recentemente divulgada. O pódio fica completo com outra operadora de telecomunicações, a NOS.

A Altice investiu 86,1 milhões de euros em I&D ao longo de 2017, comparativamente aos 46,6 milhões dedicados pela Sonae. Os valores relativos à NOS não são divulgados.

Além da despesa, a Altice também lidera no número de recursos humanos alocados à inovação à data do estudo: 709.

A posição número um no relatório da DGEEC é "um motivo de orgulho para a Altice Portugal", garante o presidente executivo da operadora, Alexandre Fonseca, em comunicado, sublinhando ao mesmo tempo que o grupo “tem no seu ADN e na sua história a marca da inovação, com resultados visíveis e concreto”.

Relacionadas com a área das telecomunicações, e entre aqueles que autorizaram a divulgação na lista, há ainda mais um nome no top 10: a Coriant Portugal, em nono lugar, com uma despesa financeira em I&D de 21,8 milhões de euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.