2h22 foi o tempo médio por dia que as pessoas passaram em redes sociais este ano. Os dados da Statista mostram ainda que os filipinos são os mais “viciados”, com uma média de 3h50, mas os nigerianos não ficaram muito atrás, com  3h42 online. No pódio surge ainda a Índia, com uma diferença significativa em relação a ambos os países: 2h36.

 Onde é que as pessoas passam mais tempo nas redes sociais?
Top 8 de países onde se passou mais tempo nas redes sociais em média por dia

Os Estados Unidos e a China só surgem no quarto e quinto lugares da tabela, respetivamente, com uma média de cerca de duas horas em navegação nas redes sociais. Reino Unido, Alemanha e Japão encerram o top 8, sendo o país do Sol nascente o que menos tempo tem dedicado a estas plataformas, com menos de 1 hora por dia.

Os dados mostram que os mercados emergentes continuam a passar grande parte do tempo nas redes sociais durante um dia normal. Como explica a Statista, estes números podem ser explicados por estes mercados contarem com populações mais jovens, com o segmento de 16 a 24 anos a impulsionar o crescimento global.

A contrastar, alguns dos mercados mais desenvolvidos mostraram sinais de estabilização, o que pode ser causado pelo envelhecimento da população nesses países. No Japão, por exemplo, as pessoas passaram por média 46 minutos por dia nas redes sociais.

Quanto tempo passam em média os portugueses nas redes sociais?

Quanto à realidade em Portugal, um estudo recente da Marktest revelou que a média diária de utilização das redes sociais é de 96 minutos, ou seja, quase duas horas. Com base nestes números, Portugal estaria no top dos países onde os habitantes passam mais tempo nas redes sociais.

A investigação da consultora revelou ainda que os mais jovens dedicam mais de uma hora por dia ao Instagram, Facebook, YouTube, Whatsapp e Messenger, enquanto os mais velhos gastam 76 minutos nestas redes. Em termos de horas de utilização, o acesso a redes sociais é sobretudo feito por telemóvel, entre as 20 e as 22 horas, sendo os sábados e domingos o os dias em que se dedica mais tempo a redes sociais. 59% dos inquiridos pela Marktest indicam ver TV ao mesmo tempo em que acedem a redes sociais e 46% referem ouvir música.

Certo é que logo em março, e com mais pessoas em teletrabalho em todo o mundo, a Internet teve dificuldades em dar resposta às “exigências” dos internautas. Os dados partilhados mostram que, na Europa, na semana de 16 de março, a velocidade média nas redes fixas baixou na França, Alemanha, Itália, Espanha e Suiça. Só na Alemanha a velocidade média desceu 10 Mbps, de 103 para 93Mbps, mas na Áustria e no Reino Unido não se sentiram mudanças.Também nas redes móveis alguns países foram mais afetados, como a Áustria, França, Espanha e Suiça, embora na Holanda tenha até aumentado a velocidade média.

Este artigo faz parte do Dossier O melhor e o pior de 2020. E as expectativas para 2021. Leia aqui todas as análises e artigos deste especial

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.