A Huawei organizou uma conferência global dedicada a analistas, contando com a presença de quase 700 entidades, para partilhar a sua estratégia no que diz respeito às redes 5G, traçando o seu roadmap para 2019. Segundo a Gizchina, a fabricante chinesa planeia, pelo menos, quatro dispositivos com suporte à quinta geração de redes de comunicação.

O primeiro dispositivo será um router wireless dedicado a serviços suportados por ligações de alta-velocidade, assente no 5G, que chegará ao mercado em meados de junho. Segue-se em julho o seu primeiro smartphone 5G, o Mate X, que será também o seu primeiro modelo dobrável.

Em setembro, a fabricante chinesa irá reforçar a sua oferta 5G com novo router Wi-Fi mobile, seguindo-se outubro com mais um smartphone pronto para suportar a quinta geração. Os especialistas não têm a certeza se será o Mate 20 X 5G, por não ser um novo produto a ser listado no roadmap. Muito provavelmente o Mate 30 e até a gama Nova, poderão receber pelo menos um modelo top de gama com suporte ao 5G.

Apesar dos planos sólidos para a quinta geração mobile, a Huawei continua a ser alvo de preocupações por diversos países, incluindo os Estados Unidos, pela segurança dos serviços prestados pela Huawei. A própria NATO manifestou-se, encarando as preocupações dos países aliados da organização “de forma muito séria”. Nesse sentido, irá continuar a acompanhar as consultas aos seus membros de modo a procurar a forma como a NATO poderá, eventualmente, intervir

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.