O Facebook voltou a ter problemas judiciais na Alemanha. Desta vez, a empresa de Marck Zuckeberg viu uma acusação da BlackBerry a ser validada pelo Tribunal Distrital de Munique, que decidiu que a rede social não pode oferecer serviços de apps na forma atual. Ainda assim, a decisão trata-se apenas de uma avaliação primária e não uma decisão definitiva.

De acordo com a notícia avançada pelo jornal alemão Süddeutsche Zeitung, o Tribunal decidiu na quinta-feira passada, 5 de dezembro, que o Facebook não pode mais oferecer as aplicações da forma como oferece atualmente, devido a violações de patentes relacionadas com a Blackberry, numa problemática de software. A decisão afeta o WhatsApp, Instagram, Facebook e o Facebook Messenger,

Largar o Facebook aumenta o bem-estar e diminui comportamentos de impulso
Largar o Facebook aumenta o bem-estar e diminui comportamentos de impulso
Ver artigo

Ao órgão de comunicação social, um porta-voz do tribunal garantiu que as decisões afetam, nomeadamente, a oferta e comercialização dos produtos na Alemanha. O Facebook também reagiu e ao Süddeutsche Zeitung um representante da empresa garante que a rede social poderá recorrer da decisão que ainda não é definitiva. Mas, a probabilidade de as aplicações serem efetivamente banidas são poucas, já que o grupo "planeia adaptar os produtos para que possam continuar a oferece-los na Alemanha".

Já no início deste ano, o regulador alemão da concorrência ordenou ao Facebook para parar de combinar dados de WhatsApp e Instagram sem consentimento no país. A decisão aplicou-se também a fontes de terceiros, que a rede social utilizava para detalhar os seus perfis de publicidade, incluindo os de não utilizadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.