Com a chegada do verão e as férias à porta, esta semana temos algumas apps gratuitas focadas em áreas que vão desde a segurança à diversão. Se tiver smartphones velhos pela casa, mas ainda a funcionar, poderá dar-lhes nova vida com uma app que os transforma em câmara de vigilância.

Por outro lado, se é fã de música, mais concretamente da banda de heavy metal Iron Maiden, há uma surpresa para si. E se há dois anos saiu à rua para apanhar Pokémons em realidade aumentada, há um novo jogo semelhante, desta vez inspirado em Jurassic World e terá de procurar dinossauros…

São muitas as propostas variadas que esta semana o SAPO TEK lhe traz. É só conferir em baixo…

Transforme os seus velhos smartphones em câmaras de vigilância

Através da app Manything, os seus smartphones obsoletos podem vigiar os animais em casa durante a sua ausência e não só. 

Os sistemas de vigilância não são baratos e requerem alguma manutenção ao nível de gravação e instalação. Mas porque não deixar que os velhos smartphones, arrumados pelas gavetas da casa, ganhem um novo propósito ajudando a manter a casa mais segura, ou pelo menos, vigiar os animais domésticos? É exatamente a proposta da Manything, uma aplicação que significa à letra “monitor anything”.

Para criar o sistema de vigilância “caseira” basta descarregar a aplicação (versões Android e iOS) nos dispositivos que vão funcionar como sistema de vigilância, assim como naquele que vai utilizar para monitorizar. Depois deverá encontrar um local para posicionar os dispositivos e premir “record”, no seu smartphone basta escolher a opção “viewer”. A partir daqui pode começar a controlar os “olhos” da câmara do local onde entender.

A versão gratuita da aplicação permite apenas ter uma câmara em funcionamento, com transmissões ao vivo em tempo real,  mas se optar por um plano pago, além de poder ligar mais que um dispositivo, poderá aceder posteriormente às gravações feitas pela câmara que ficam registadas na cloud do serviço.

O sistema garante alertas de movimento, com a possibilidade de afinar as zonas de deteção e a sensibilidade da câmara. Além disso, pode ativar a conversação nos dois sentidos (quem sabe gritar a um invasor ou simplesmente dar um miminho ao animal de estimação).

Os Iron Maiden têm uma app e os verdadeiros fãs vão gostar

A app é baseada no Beat the Intro e desafia os fãs a identificar as canções da banda, mas o jogo vai-se tornando mais difícil a cada novo nível.

A ideia de uma app dos Iron Maiden parece estranha? A banda explica tudo num post no Facebook.

O desafio veio dos criadores da app Beat the Intro para integrar músicas dos Iron Maiden no jogo, mas acabou por resultar numa app própria, e independente, onde os verdadeiros fãs da banda de metal podem pôr à prova os seus conhecimentos.

O primeiros passos até são fáceis mas depois o nível de dificuldade vai aumentando e rapidamente se torna um desafio sério, acessível apenas para os mais treinados. À medida que evoluem os utilizadores são recompensados e sobem no ranking, ganhando acesso a novos desafios.

Pode ainda ganhar moedas adicionais visionando vídeos, partilhando resultados no Facebook e desafiando os amigos. Cada pacote tem três níveis e é preciso conquistar as três estrelas para passar ao nível seguinte.

A app foi lançada para acompanhar a tour dos Iron Maiden na Europa e está disponível gratuitamente na loja Google Play e na App Store da Apple.

Procure dinossauros pela cidade em Jurassic World Alive

É uma espécie de Pokémon GO com dinossauros e chega mesmo a tempo do lançamento do novo filme da saga Jurassic Park. 

Abriu a época de caça aos dinossauros… No dia 22 de junho chega aos cinemas Jurassic World: Fallen Kingdom, o novo capítulo da série de filmes de dinossauros, fazendo-se acompanhar do videojogo Jurassic World: Evolution no PC e consolas.

Mas ainda em antecipação, poderá capturar as poderosas criaturas no jogo de realidade aumentada Jurassic World Alive nos dispositivos mobile Android e iOS.

Se foi contaminado pela febre de Pokémon GO, então esta proposta da Ludia Inc. não será totalmente estranha, pois o contexto é semelhante, mas com dinossauros.

Terá de controlar um drone e procurar DNA dos dinossauros em realidade aumentada. Depois poderá criar híbridos de espécies e aproveitar os melhores para compor uma equipa e combater contra outros jogadores. Quanto mais jogar irá receber recompensas, tais como moedas de jogo, e upgrades para o drone, tais como baterias extra.

Novo filtro do Snapchat reage ao "barulho" que o smartphone ouve

Risos, música ou mesmo o silêncio: a mais recente novidade oferecida pela app é um filtro para as suas fotos capaz de reagir consoante os sons que são captados pelo telemóvel.

A Snap lançou o seu primeiro filtro capaz de reagir consoante os sons que o smartphone "ouve". A primeira opção apresentada é uma máscara de animal que se sobrepõe ao rosto, tal como acontece com outros filtros da aplicação. Neste caso, há orelhas que brilham e olhos que mexem de acordo com o barulho em redor e com a sua intensidade.

Segundo avança a publicação Engadget, este é um de vários filtros que vão explorar a nova funcionalidade. O grupo de opções deverá crescer nas próximas semanas.

A novidade já começou a ser disponibilizada para as versões Android e iOS da app.

WhatsApp vai permitir enviar fotos por mensagem “num ápice”

A equipa da aplicação de messaging está a preparar uma forma mais eficiente e rápida de os utilizadores partilharem imagens com os seus contactos.

Chama-se Predicted Upload o novo recurso que a equipa do WhatsApp tem em beta e que antecipa a intenção de envio de fotos por parte dos utilizadores.

Na prática, hoje para enviar uma fotografia, é preciso selecionar o ficheiro, escolher o contacto a quem enviar e efetivamente enviar, e só nessa altura a imagem sai, de facto, do dispositivo. Com a adição do novo recurso há uma espécie de “adivinhação” das intenções do utilizador.

O WhatsApp irá supor que o utilizador vai partilhar determinada imagem e encaminha, antecipadamente e em segundo plano, essa imagem para o servidor na cloud. Tal acontece enquanto a aplicação mostra o ecrã em que o utilizador está a selecionar as fotos.

A intenção é que as fotos fiquem pré-carregadas e que se forem realmente enviadas a partilha se faça imediatamente. Se o utilizador não chegar a tocar no OK, a foto pré-carregada é automaticamente apagada da cloud. A funcionalidade também só serve para fotos "originais". As imagens editadas vão seguir o processo “tradicional”.

A novidade está disponível na versão Beta 2.18.61 ou superior do iOS e está a ser disponibilizada faseadamente na Beta 2.18.156 ou superior do Android.

Muitas das perguntas são locais e a Google quer explorar essa área

Ainda está em versão beta e vai demorar a chegar às redondezas do mundo inteiro, mas a Neighbourly quer mudar algumas das regras na procura da informação.
A aplicação quer funcionar como um guia de cidades em modo crowdsource, em que todos os residentes e frequentadores disponibilizam os melhores atalhos, recomendações e ideias que ajudam os "vizinhos" a desfrutarem mais de tudo o que está à sua volta.

Tudo parte de perguntas, que têm resposta com a "ajuda do público", sendo possível seguir todos os desenvolvimentos. Esta é uma ideia que substitui as redes sociais, que os criadores dizem que estão cheias de "ruído" e acabam por não ajudar quem precisa.

A Neighbourly está ainda em beta limitada, para Android, e aberta aos residente de Mumbai, mas no site indica-se que em breve pode chegar à sua porta.

Por enquanto suporta inglês e também alguns idiomas locais da Índia.

Já decidiu quais as apps que vai instalar? Amanhã temos novas sugestões fresquinhas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.