Os experimentos em torno da inteligência artificial são realizados em diversas áreas. Os chamados Deep Fakes são vídeos de celebridades, muito próximos dos reais, que têm causado alguma controvérsia ao estarem associados a fake news.

Um grupo de investigadores da OpenAI apresentou agora o Jukebox, um modelo de IA que consegue gerar música onde a voz é consistente durante vários minutos, capaz de transformar um artista associado a um estilo a cantar temas que o próprio nunca gravou na realidade. Imagine, ou melhor, oiça no vídeo, Frank Sintra a cantar o pop de “Toxic” de Britney Spears.

E a lista de temas “compostas” pela inteligência artificial é vasta, existindo diferentes tipos de experiência. Por um lado, toca um estilo, com voz próxima a um artista, em outras situações as letras e o ritmo da música são completamente baralhados originando algo totalmente diferente.

Os investigadores da OpenAI explicam que os “vocalistas” de IA têm limitações, como por exemplo, não são capazes de apanhar vozes humanas ou timbres mais subtis, diferentes dinâmicas e claro, toda a expressividade necessária para realçar as letras das músicas.

tek site do dia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.