A Qualcomm Snapdragon XR2 é a primeira plataforma de realidade mista suportada por 5G do mundo. Quem o garantiu foi a empresa americana no seu principal evento anual, o Snapdragon Summit, esta quinta-feira no Hawai, onde anunciou o lançamento do equipamento. Confirmada está já uma parceria com a Niantic.

Até o momento, nenhum headset específico através do Snapdragon XR2 teve a sua produção oficialmente anunciada, seja para uso empresarial e de investigação ou para consumidores. Mas, segundo a Qualcomm, diversas fabricantes estão já a trabalhar com a nova plataforma e diversos clientes já se encontram em estágios distintos de protótipo e avaliação.

IFA 2019: Processadores da Qualcomm com 5G vão chegar a smartphones mais “em conta” em 2020
IFA 2019: Processadores da Qualcomm com 5G vão chegar a smartphones mais “em conta” em 2020
Ver artigo

Confirmada está já a colaboração com a Niantic, mas que não adiantou muita informação sobre o desenvolvimento do processo. A empresa por detrás do famoso jogo Pokémon Go deverá estar a trabalhar com a Qualcomm para melhorar o hardware dos novos óculos, numa altura em que a plataforma Niantic Real World Platform que anunciou no início de 2019 já foi lançada.

Enquanto o modelo anterior, XR1, integra vários equipamentos de realidade virtual e realidade aumentada, a nova plataforma "premium" inclui também a realidade mista. De acordo com a empresa, o modelo apresenta significativas melhorias, nomeadamente em relação ao chip XR de primeira geração da fabricante, oferecendo o dobro do desempenho de CPU e GPU, uma banda de vídeo quatro vezes mais ampla e resolução de imagens seis vezes superior para reprodução de conteúdo com resolução de 3K por 3K em até 90 quadros por segundo. O chip também permite a reprodução de gravações em 360° em 8K a 60 fps.

A Qualcomm garante que o  Snapdragon XR2 promete performance de inteligência artificial onze vezes superior à do seu antecessor

O processador oferece suporte a até sete câmaras simultâneas e a um componente customizado de processamento para visão computacional. Simultaneamente, o chip consegue compreender melhor o contexto do cenário ao seu redor e fazer reconstruções tridimensionais mais eficientes, o que possibilita que as pessoas sejam transportadas para novos ambientes com os quais poderão interagir de forma intuitiva.

Para além disso, o processador conta com capacidades de reprodução de som surround 3D e ainda com hardware Hexagon DSP para oferecer suporte à ativação através de comandos de voz e compreensão contextual sempre ativados, mas com baixo consumo energético.

O Snapdragon XR2 vai levar os utilizadores a experiências fotorrealistas sem necessidade de cabos, sensores ou espaços fechados previamente preparados.

Esta notícia surge depois de já no início de setembro, na IFA 2019, a empresa ter anunciado que vários dos seus processadores Snapdragon, incluindo os das séries 6 e 7, vão suportar redes 5G a partir de 2020. Isto significa que a partir do próximo ano os processadores da Qualcomm com 5G vão chegar a smartphones mais “em conta”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.