O universo da Huawei ganhou um novo membro: o Mate 40. A nova família de smartphones topo de gama da fabricante chinesa foi apresentada durante um key note, infelizmente em formato streaming, devido à pandemia da COVID-19. Embora estivessem prometidas algumas novidades de acessórios, as atenções estão voltadas, tal como já se sabia, para o seu novo smartphone.

Richard Yu, CEO da área de negócio de consumo da Huawei, salientou o desafio que 2020 tem sido para todo o mundo, mas espera que durante este período seja bom para um crescimento mais forte. Da sua parte, promete que a Huawei continuará a liderar a tecnologia, desde os últimos 10 anos no 4G, como futuramente com o 5G. Salienta que a empresa continua a lidar a tecnologia de inteligência artificial na área mobile, realçando mesmo que tem vindo a trabalhar com a Google para melhorar a sua tecnologia para um mundo melhor. Salienta o uso de materiais para um mundo mais limpo, utilizando materiais verdes na construção dos seus produtos. Diz que em 2010 tinha 1 milhão de utilizadores, e em 2020 já ultrapassou os mil milhões de utilizadores, deixando um agradecimento especial a todos os que confiam na tecnologia da empresa.

O novo Mate 40 tem cinco cores, o preto e branco, assim como um prateado, verde e amarelo (versões cerâmicas nas versões topo de gama). Tem um ecrã OLED de 6,76 polegadas, (6,5 polegadas na sua versão standard) de 120 Hz com uma resolução de 2772x1344. Suporta um espectro de cor DCI-P3 e HDR, prometendo assim mostrar as imagens com os tons de cor e luz que realmente foram captados pela câmara. Na frente do smartphone foi revelado um ecrã com um sistema punch-hole no canto superior esquerdo para duas câmaras selfies.

Relativamente ao seu badalado processador, o Kirin 9000 é um SoC de 5nm com suporte 5G, que a fabricante chinesa considera o primeiro desta arquitetura. E para mostrar o seu poder, quando comparado ao anterior Kirin 990 5G, o novo chip apresenta mais 30% de performance do CPU e mais 50% de GPU. Relativamente ao 5G, este será 100% mais rápido que o Mate 30 Pro, diz a Huawei. E mais 52% mais poderoso que o Snapdragon 865+. O smartphone promete ainda uma bateria de 4.400 mAh, para uma utilização mais prolongada. Tem carregamento rápido SuperCharge de 66W e um carregador Wireless de 60W. O sistema SuperCharge consegue ser 60% mais rápido quando carregado com fio e 85% mais rápido que o anterior sistema do Mate 30 Pro. Basta assim um “cheirinho” de corrente para ter carga para mais um bom tempo de utilização.

A traseira do smartphone é composto por um conjunto de quatro câmaras Leica. As versões Mate40 e Mate 40 Pro têm um super sensing wide de 50 MP. A ultra wide é de 16 MP na versão standard, mas de 20 MO na versão Pro, com tom cinematrográfico. Enquanto que a standard tem uma telefoto de 8 MP com 3 níveis de zoom, a Pro tem 12 MP e 5X zoom. Por fim, o zoom ótico de 5X na versão normal, enquanto que o Pro tem 7X.

Existem algumas diferenças visíveis na versão Mate40 Pro+, que mantem os sensor principal de 50 MP, mas a sua telefoto é composto pelo sensor periscópico de 10X (3x telefoto), tem uma ultra wide cine de 20 MP e um zoom ótico de 17X. Por fim, o sistema é composto por um quinto sensor, uma lente ToF para salientar a profundidade dos ambientes.

O smartphone utiliza um novo sistema gráfico AOD no EMUI, com diversos temas. O sistema EoD (Eyes on Display) deteta quando o utilizador está a olhar para o ecrã, mostrando-lhe mais informação, que desaparece quando vira para outro lado. Há ainda novos gestos de interação possíveis de fazer captados pela inteligência artificial do equipamento. Gestos para esquerda e direita para mudar fotos, levantar a mão sobre o ecrã, sem lhe tocar, para o acordar, são alguns exemplos.

A Huawei revelou ainda o Mate 40 RS Porsche Design, em branco ou preto cerâmico, com uma capa em pele premium. Além de ser uma versão melhorada do Mate 40 Pro+, este adiciona ao conjunto de câmaras um sensor termal. O seu design distingue-se claramente pelo seu design luxuoso, certamente apenas ao alcance de alguns utilizadores. A acompanhar o smartphone da linha Porsche, a Huawei revelou ainda o novo smartwatch Watch GT 2.

Relativamente a preços, o Huawei Mate 40 com 8/256 GB de RAM e memória custará 899 euros. A versão Pro+ custa 1.399 euros, enquanto que o luxuoso Porsche Design chega ao mercado por 2.295 euros.

A Huawei revelou alguns acessórios para o Mate 40 passam pela nova pen inteligente, um power bank de 12.000 mAh e um ring de luz para gravar vídeos com melhor qualidade em locais menos iluminados.

Richard Yu revelou ainda o novo Petal Maps, que pode ler com mais detalhe num artigo sobre o ponto de situação da AppGallery.

O CEO da empresa deixou uma nota final para o embargo injusto que diz está a ser vítima, considerando o esforço da empresa na inovação e no seu compromisso em segurança.

Nota de redação: Artigo atualizado com mais informações. Última atualização: 14:00

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.