“Mordem os calcanhares” aos topos de gama em muitas funcionalidades e são a preferência da maior parte dos utilizadores de smartphones, principalmente pela boa relação existente entre o preço a pagar e as características apresentadas. Os smartphones de gama média existem às dezenas e proporcionam hoje uma experiência muito positiva a todos os níveis.

Mas entre uma oferta tão vasta, há opções mais atrativas que outras, perfeitamente a postos para serem o seu próximo smartphone este Natal ou para fazerem parte da lista de prendas para oferta a um familiar mais próximo. Sendo assim, que características procurar?

Em termos de hardware de base, como pode ver pelas várias sugestões que compõem a galeria abaixo, os terminais a meio das gamas incluem os processadores que as fabricantes da especialidade têm precisamente na gama média, deixando os chips mais rápidos e poderosos para os terminais topo de gama, naturalmente.

Mas é o binómio 4 GB de memória RAM + 64 GB de espaço de armazenamento que mais aparece nas listas de especificações neste segmento. Existem exceções que fogem à regra “para baixo”, sempre que o preço baixa também, e outros que superam a marca, como é exemplo o Pocophone F1 da Xiaomi (6 + 128 GB) no grupo acima, entre vários outros modelos de gama média de momento à venda.

Quanto à bateria, outro dos pontos determinantes na escolha, é bom percebermos que são já várias as opções que nos trazem uma unidade de 4.000 mAh (ou lá perto…), o que faz com que possamos contar com o smartphone durante todo o dia num uso intensivo, em média.

Por outro lado, desde o fenómeno dos ecrãs “infinitos” e “avantajados” – com mais de 5,5 polegadas e resoluções Full HD ou ainda mais acima – até às estruturas em vidro e com arestas arredondadas, é certo que o design é outro trunfo que cada marca usa para tentar fazer a diferença num patamar de preço muito preenchido com dezenas de modelos.

Em complemento, e porque os pormenores fazem a diferença, são muitas as funcionalidades que “inundam” recentemente a gama média e que aproximam estes terminais dos topos de gama, por vezes: as câmaras dual, o reconhecimento facial, o sensor biométrico, o sistema de carga rápida via porta USB-C…

Se ainda assim não está convencido – e se o seu orçamento está “vedado” aos topos de gama mais recentes deste ano –, lembre-se que os terminais que eram topo de gama há um ou dois anos apresentam agora preços mais baixos e ainda podem ser opções a ter muito em conta este Natal, ainda para mais com tanta promoção disponibilizada pelas várias lojas e marcas nesta altura. Seja como for, o que não faltam são opções.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.