Imagine que visita um museu e vê um quadro de Leonardo Da Vinci que gosta. Em vez de comprar uma réplica, obtida por uma fotografia em alta resolução impressa pelos métodos tradicionais, sai na verdade do local com um quadro pintado, com as mesmas texturas e muito fiel ao exibido.

Investigadores do departamento de ciência computorizada e laboratório de inteligência artificial do Instituto de Massachusetts, criaram um sistema para reproduzir quadros a partir de uma foto. O projeto chama-se RePaint e envolve inteligência artificial e machine learning para a análise dos quadros, e sobretudo os tons exatos de cor das imagens.

Para garantir maior fidelidade aos quadros originais, o sistema utiliza uma impressora 3D de topo, capaz de debitar milhares de cores utilizando texturas e técnicas de meio tom. Trata-se de camadas empilhadas, compostas por 10 tintas transparentes, em que uma imagem é criada por muitos pontinhos de tinta, invés de pinceladas contínuas.

Os investigadores garantem que os seus “quadros” mantêm as cores em qualquer condição de iluminação, pelo que as pessoas em casa irão apreciar as pinturas, tal como se estivessem expostas no museu. No entanto, o resultado da investigação ainda carece de todo o espectro de cores, além do resultado das impressões estarem confinadas a um tamanho minúsculo. Mas os investigadores prometem continuar a trabalhar o algoritmo e a tecnologia para reproduzir obras próximas dos originais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.