Há cinco projetos "made in Portugal" ou liderados por portugueses na lista “Europe’s 100 digital champions", elaborada pelo Financial Times, com a ajuda da Google, destinada a destacar diferentes iniciativas que têm impulsionado o crescimento europeu, em várias áreas.

As startups Speak e Academia de Código são as mais fáceis de encontrar no artigo que enumera 100 nomes de pessoas e empresas, por incluírem a referência exata a Portugal. Surgem nas categorias “Usar a tecnologia para os desafios sociais” e “Treinamento de tecnologia”, respetivamente.

Há uma terceira startup com “dedo” português no conjunto, a MyCujoo, distinguida na categoria “Corporate digital transformations”.

O conjunto de cinco fica completo com as iniciativas Apps for Good, criado pelo CDI Portugal, que atualmente tem sede no Reino Unido, e a European Innovation Academy, com sede na Estónia e que tem parcerias com a Universidade de Berkeley e a Google, ambas distinguidas em “Formação em tecnologia”, que reconhece “iniciativas educativas que ajudam a superar a ‘divisão digital’, através do ensino de capacidades a grupos sub-representados no sector tecnológico”.

“É uma grande honra ver o Apps for Good distinguido e incluído no ranking das 100 iniciativas digitais mais promissoras da Europa, o que demonstra a importância que este programa tem a nível internacional e, sobretudo, nacional para promover e ajudar a desenvolver a capacidade criativa dos jovens, utilizando a tecnologia para resolver problemas e causas sociais”, refere João Baracho, diretor executivo do CDI Portugal, numa nota enviada as redações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.